Campeonato Paranaense

Athletico Paranaense vira no fim e conquista o tri-campeonato estadual

Em um fim eletrizante, Athletico vence e conquista o terceiro título consecutivo do Paranaense

Anderson
Anderson Meotti
Athletico Paranaense vira no fim e conquista o tri-campeonato estadual
Athletico e Coritiba decidiram o estadual e o furacão venceu por 2 a 1 e é campeão de 2020. Foto: divulgação Coritiba

5 de agosto de 2020 - 22:13 - Atualizado em 6 de agosto de 2020 - 10:17

Depois de um campeonato atípico por conta da pandemia do novo coronavírus, enfim Coritiba e Athletico fizeram o duelo final para saber quem seria o Campeonato Paranaense 2020. E quem se deu melhor foi o Athletico que se sagrou mais uma vez campeão Paranaense

Coritiba 1 x 2 Athletico

Precisando reverter a vantagem athleticana, o Coritiba começou o primeiro tempo tendo que ter a iniciativa do ataque na partida. Mas, o que se viu foi um jogo bastante travado no início com várias faltas e pouco futebol.

O jogo seguia sem muitos lances de perigo, mas equilibrado. Só aos 23 minutos, o coxa mandou uma bola longa para o ataque que encontrou Igor Jesus bem posicionado, mas em impedimento.

Aos 25 minutos uma baixa de peso para o Coritiba, depois de uma falta sofrida, Rafinha acabou sentido muito e não conseguiu continuar na partida. Barroca colocou Thiago Lopes.

O Coritiba chegou com mais perigo aos 36 minutos com Igor Jesus que chutou cruzado e obrigou Santos a fazer uma boa defesa. Nos acréscimos, aos 49 minutos, Adriano puxou Robson dentro da área e o árbitro marcou pênalti.

Sabino foi para a cobrança e marcou o gol do Coritiba. O zagueiro bateu no canto direito enquanto Santos pulou para o esquerdo. O coxa abria o placar no fim do primeiro tempo, o resultado 1 a 0, por enquanto, levava a decisão para os pênaltis.

A segunda etapa começou com as duas equipes com a mesma postura da primeira, sem muitas jogadas perigosas e um jogo equilibrado, mas bastante truncado.

Robson chutou forte aos 18 minutos e a bola passou pertinho da trave do Athletico, quase o atacante marcava o segundo gol do Coritiba. Aos 22 minutos, Léo Cittadini chutou forte de fora da área e fez Muralha trabalhar bem para fazer a defesa.

Aos 26 minutos mais uma ótima chance para o Coritiba com Gabriel que deu um chute próximo a trave e Santos faz uma defesa muito difícil. O coxa era melhor na partida.

O Athletico tentava sair mais para o jogo e teve uma ótima chance aos 33 minutos com Wellington de frente para o gol, o capitão acabou chutando por cima.

Aos 35 minutos um lance confuso da arbitragem que expulsou Marquinho Gabriel alegando que ele já tinha cartão amarelo. Revisado os cartões, o árbitro voltou atrás e confirmou apenas o amarelo. Aos 41, por reclamação o técnico Dorival Júnior acabou sendo expulso.

Com a vitória do Coritiba por 1 a 0, o jogo já se encaminhava para a disputa nos pênaltis. Mas, em uma reação fulminante, o Athletico marcou aos 47 minutos com um golaço de Khellven empatando a partida. Em seguida, após um erro na saída do goleiro Muralha, Nikão fez o gol que sacramentou o título do Paranaense 2020 para o furacão.

Fim de partida, o Athletico é tri-campeão Paranaense.

Athletico Campeão Paranaense de 2020. Foto: FPF

Assista aos gols de Coritiba 1 x 2 Athletico

FICHA TÉCNICA
CORITIBA x ATHLETICO
Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, Curitiba/PR
Data: 05 de agosto de 2020, quarta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Bruno Boschilia e Sidmar dos Santos Meurer. Quarto árbitro: Lucas Paulo Torezin

CORITIBA: Muralha, Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Matheus Galdezani, Gabriel e Rafinha (Thiago Lopes); Robson e Igor Jesus (Wanderley). Técnico: Eduardo Barroca.

Cartões amarelos: Rodolfo Filemon (no banco), Robson

Gols: Sabino (50’/1ºT)

ATHLETICO: Santos, Adriano (Khellven), Lucas Halter, Thiago Heleno e Abner; Wellington, Léo Cittadini, Nikão, Marquinhos Gabriel e Carlos Eduardo (Vitinho); Guilherme Bissoli (Pedrinho). Técnico: Dorival Júnior. 

Cartões amarelos: Wellington, Thiago Heleno, Nikão, Léo Cittadini, Marquinhos Gabriel

Cartão vermelho: Dorival Júnior

Gols: Khellven (47’/1ºT), Nikão (47’/1ºT)