Bastidores

Camisa 11 do Corinthians é dominada por gringos nos últimos seis anos

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de agosto de 2020 - 23:00 - Atualizado em 29 de agosto de 2020 - 23:16

A camisa 11 do Corinthians praticamente só falou em espanhol nos últimos seis anos. Neste período, o único brasileiro a ostentar o número nas costas durante passagem pelo Timão foi Júnior Urso, que atuou com ela por menos de seis meses.

O último jogador a nascer no Brasil e realmente fez sucesso com a camisa 11 alvinegra foi Emerson Sheik. O atacante foi fundamental em cinco títulos: Brasileirão em 2011, Libertadores e Mundial em 2012 e Paulista e Recopa Sul-America em 2013.

Quando Sheik deixou o clube, o Corinthians cedeu a honra ao paraguaio Ángel Romero, que não a liberou até o julho de 2019. No recorte, Romero se tornou artilheiro da Arena Corinthians e ergueu quatro taças: dois Brasileiros, em 2015 e 2017, e dois Paulistas, em 2017 e 2018.

Júnior Urso, que a princípio pegou o número 30, chegou a usar a camisa 11 no segundo semestre de 2019, justamente depois da despedida de Romero. A saída do volante para o Orlando City abriu brecha para um novo estrangeiro: Yony González.

O colombiano, no entanto, participou de apenas quatro jogos, não marcou gol e foi liberado pela diretoria do Corinthians.

Agora, o novo dono da camisa 11 é Rómulo Otero, o primeiro venezuelano a ser contratado pela equipe da Zona Leste Paulistana. Em tese, pelo menos até julho de 2021, o número 11 será dele.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.