Esportes

Bruno Guimarães comenta ansiedade antes das Olimpíadas e cita importância de Dani Alves

Gazeta
Gazeta Esportiva

13 de julho de 2021 - 12:42 - Atualizado em 13 de julho de 2021 - 12:45

Convocado para a Seleção Olímpica, o meio-campista Bruno Guimarães concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira. Ele falou sobre a expectativa para os Jogos de Tóquio e comentou a respeito da importância de Daniel Alves no elenco.

Para o jogador do Lyon, “a Olimpíada só não é mais importante do que a Copa do Mundo.” E, por conta disso, existe uma ansiedade antes da estreia, diante da Alemanha. Para ele, trata-se de um “jogo-chave”, pois o rival é um “adversário chato do Brasil nos últimos tempos.”

No entanto, Bruno afirma que os atletas já conversam entre si, estudando os principais pontos do primeiro confronto nos Jogos Olímpicos.

Para reduzir a ansiedade de vestir a amarelinha nas Olimpíadas e aumentar o entrosamento, Bruno Guimarães citou o amistoso diante dos Emirados Árabes Unidos, na quinta-feira. Ele entende que a partida “ajuda bastante” e, por conta disso, fará “muito bem para a equipe.”

Além do confronto, o meio-campista de 23 anos falou sobre a sua trajetória e como ela o ajudará durante os Jogos Olímpicos.

“Eu me vejo como um jogador com um pouco de experiência, já passei pela seleção principal. Me sinto bem, como um jogador importante, e quero exercer isso dentro campo”, pontua.

Falando em experiência, Bruno citou a presença de Daniel Alves no time comandado por André Jardine. Ele resume o lateral do São Paulo como “um ídolo”: “Apesar de estar pouco tempo com ele, já dá para ver que tem o ‘leadership’ [liderança] na veia. É um craque, sou suspeito para falar dele.”

“É um cara que tem todos os títulos possíveis, todo o conhecimento. Para os mais novos é muito importante contar com ele. Vai ser, sem dúvida, um jogador muito importante”, completa.

A Seleção Brasileira de futebol masculino entra em campo nas Olimpíadas diante da Alemanha, no dia 22 de julho, às 08h30 (de Brasília), em Yokohama. O time de André Jardine, que faz parte do Grupo D, também enfrentará Arábia Saudita e Costa do Marfim.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.