Brasileirão Série A

Brasileirão: Atlético-PR ganha como visitante e deixa Vitória no desespero

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

18 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 18 de novembro de 2018 - 00:00

Atleticanos comemoram gol na partida contra o Vitória pelo Brasileirão (Foto: ReproduçãO R7/Atlético-PR)

Equipe de Curitiba não conseguia vencer nenhum adversário de primeira divisão no Campeonato Brasileiro desde novembro do ano passado

Para o Atlético-PR, a redenção de conseguir vencer pela primeira vez no Brasileirão de 2018 como visitante. Para o Vitória, uma partida em que a chance de sair da zona de rebaixamento foi por água abaixo. Certamente assim pode se resumir em poucas palavras o triunfo do Furacão por 2 a 1 em Salvador.

O Rubro-Negro do Paraná agora é o sexto colocado, com 50 pontos ganhos; enquanto os comandados de João Burse seguem no calvário da zona de rebaixamento, na 18ª posição com 36 pontos.

Os dois times mostravam iniciativa para serem mais efetivos na hora de criar jogadas e agitar o torcedor que compareceu ao estádio Manuel Barradas, o Barradão. Porém, a movimentação e constantes erros de passe faziam um jogo promissor se tornar bastante “amarrado”.

Em meio a esse cenário, o primeiro tento da partida aconteceu graças a uma completa infelicidade do zagueiro Ramon. Após cruzamento desviado por Pablo e defendido por João Gabriel, a bola bateu na trave e voltou na perna do defensor que, ao tentar cortar, acabou jogando contra a própria meta.

Em dificuldade na competição, a equipe baiana ficou ainda mais tensa depois de sair atrás do marcador e não conseguiu transformar esse nervosismo em oportunidades de gol para obter a igualdade. Pelo contrário, o lance que mais se aproximou de novamente balançar as redes em Salvador veio por parte do time de Curitiba quando Raphael Veiga receber excelente passe de Marcelo Cirino e encher o pé para colocar em dificuldades João Gabriel.

Mesmo que na base da dedicação e nem tanto na organização, o Leão da Barra insistiu em ser o comandante das ações de ataque e fez com que o Atlético-PR fosse impelido a resistir as investidas e buscar as jogadas de contra-ataque. Com isso, os passes errados e a carga de tensão que vinha também das arquibancadas do Barradão acabavam “jogando contra” e não facilitando em nada a missão dos anfitriões.

Quando a partida seguia em ritmo mais voltado as tentativas do clube da casa, o meia Nikão usou uma das suas caraterísticas mais fortes (o chute de fora da área) para assustar a meta de João Gabriel. Quando teve espaço, o camisa 11 do Furacão soltou o pé e deixou a trave esquerda adversária balançando com a finalização.

Em linda tabela feita no ataque, Bruno Guimarães fez as vezes de atacante, adentrou a grande área adversária e tirou com muita tranquilidade do alcance de João Gabriel, 2 a 0 Atlético Paranaense. Mesmo com a penalidade cometida por Wellington e convertida por Neílton já nos acréscimos, o clima no Barradão era péssimo e o apito final da arbitragem foi quase abafado pelas intensas vaias do torcedor baiano.

VITÓRIA 1 X 2 ATLÉTICO-PR

Local: Barradão, Salvador (BA)
Data e Hora: 17/11/2018, 19 h (horário de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (CBF-SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (CBF-SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos (FIFA-SP)
Cartões amarelos: Jeferson, Rhayner, Lucas Fernandes (VIT); Bruno Guimarães, Léo Pereira, Jonathan (CAP)
Cartão vermelho: Jeferson (VIT)
Gols: Ramon (contra) (28’/1°T) (0-1), Bruno Guimarães (40’/2°T) (0-2), Neílton (41’/2°T) (1-2)
VITÓRIA: João Gabriel; Jeferson, Ramon, Lucas Ribeiro e Fabiano; Willian Farias (Yago, aos 15’/2°T), Léo Gomes e Rhayner (Neílton, aos 27’/2°T); Erick (Nickson, aos 23’/2°T), Léo Ceará e Lucas Fernandes. Técnico: João Burse.
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Wanderson, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Camacho, Bruno Guimarães e Raphael Veiga (Marcinho, aos 15’/2°T); Marcelo Cirino (Nikão, no intervalo), Pablo e Rony (Wellington, aos 41’/2°T). Técnico: Tiago Nunes.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.