Esportes

Botafogo teve prejuízo com o Nilton Santos em 2019

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

14 de junho de 2020 - 13:42 - Atualizado em 16 de junho de 2020 - 10:11

Para muitos clubes de futebol, ter o próprio estádio é símbolo de estabilidade financeira. Entretanto, isto não é a realidade para um grande número deles. No Rio de Janeiro, por exemplo, o Botafogo teve prejuízo com o Nilton Santos em 2019.

O clube declarou um déficit de R$ 9,9 milhões no ano passado. A receita com ingressos, estacionamento, locações, bares e camarotes somou R$ 13,8 milhões. As despesas no período, porém, alcançaram o total de R$ 23,7 milhões.

Em live no Canal Fabiano Bandeira, o vice-presidente executivo, Alessandro Pereira Leite, explicou o porquê desta situação.

“O custo do nosso estádio é muito alto. As taxas que nós pagamos são altíssimas. Nós somos obrigados a colocar um determinado número de seguranças, determinado número de ambulâncias… Toda aquela estrutura que é colocada ali, nós não temos muito como reduzir. A gente coloca de acordo com a quantidade de ingressos que o Botafogo se propõe a vender”, explicou Alessandro Pereira.

O estádio, construído para os Jogos Pan-americanos de 2007, pertence à Prefeitura do Rio. O Alvinegro venceu no mesmo ano uma licitação para o arrendamento da instalação e administra o estádio desde então. O contrato é de 20 anos e pode ser prorrogado por mais dois, portanto expira em 2029.

“A diretoria já vem tomando algumas medidas, principalmente no que diz respeito a esse custo. Alguns nós não temos realmente como evitar ou baixar, como por exemplo as contas públicas que são muito elevadas. Principalmente fornecimento de água e energia. Mas outras ações estão sendo tomadas no sentido de baixar o custo operacional do estádio”, afirmou o dirigente.

O Nilton Santos tem capacidade máxima de quase 47 mil pessoas, e seu tamanho implica em custos realmente elevados. A questão é que a média de público do Botafogo não foi compatível com um estádio desse porte. No Campeonato Brasileiro de 2019, o maior público foi alcançado no clássico contra o Flamengo, com pouco mais de 23 mil pagantes. Na média da competição, o Botafogo teve apenas 16.032 torcedores como mandante.