Botafogo

“Se não pagar salários, perco o jogador de qualquer maneira,” diz Durcesio

Gazeta
Gazeta Esportiva

28 de junho de 2021 - 20:47 - Atualizado em 28 de junho de 2021 - 21:30

Em áudio vazado, o presidente Durcesio Mello colocou de forma transparente a situação do Botafogo. O mandatário admite que não gostaria de ter vendido o lateral PV ao Internacional, mas o clube não tinha como virar as costas para a oportunidade.

A negociação com o Colorado chegou ao fim na última sexta-feira e o jogador irá atuar no clube de Porto Alegre. O Botafogo recebeu R$ 2,6 milhões à vista e mais 400 mil até o final do ano. Além disso, manterá um percentual dos direitos do atleta visando uma venda futura.

Durcesio Mello explicou que o dinheiro será usado para o pagamento de salários.

“O Botafogo recebeu tudo à vista, dois milhões e seiscentos, só quatrocentos mil que vai ser até o final do ano. Tá todo o dinheiro no Sindicato, ou seja, 100% para pagar salário de jogadores e funcionários”, afirmou o presidente.

A diretoria fez um acordo com o Sindeclubes para que os valores recebidos fossem prioritariamente para o pagamento dos salários de jogadores e funcionários.

“A gente precisa, você tem que entender o seguinte: se eu não pagar salários, eu perco o jogador de qualquer maneira. E se vender no futuro em euros, se o Internacional vender, nós temos 25% do passe. Tínhamos 50 e agora temos 25. Então se o Internacional vender por 10 milhões de euros a gente vai botar dois milhões e meio no bolso. Simples assim. Eu tô muito chateado de ter que vender o PV”, concluiu Durcesio.

Coerente com a questão financeira, a diretoria alvinegra não pretende contratar um substituto para PV. O técnico Marcelo Chamusca terá de buscar no elenco a solução para a lateral esquerda.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.