Atlético-GO

Botafogo sai na frente, mas cede empate ao Atlético-GO em Goiânia

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de setembro de 2020 - 20:24 - Atualizado em 27 de setembro de 2020 - 20:45

O Botafogo foi a Goiânia neste domingo e somou seu oitavo empate no Campeonato Brasileiro. Contra o Atlético-GO, pela 12º rodada, o Alvinegro saiu na frente no final do primeiro tempo, mas cedeu o empate no início do segundo.

Sem vencer desde a quarta rodada, o Botafogo segue na zona do rebaixamento, com 11 pontos, na 18ª colocação na tabela. Com o ponto conquistado, o Dragão ganhou um posto e agora é o 13º, com dois pontos a mais que o Alvinegro.

No meio de semana, na quarta-feira, os dois times vão disputar jogos adiados da primeira rodada. O Botafogo recebe o Bahia e o Atlético visita o Corinthians. No próximo domingo, pela 13ª rodada, o Alvinegro terá o clássico contra o Fluminense no Nilton Santos, às 11 da manhã. No mesmo dia, mas às 18h15, o Atlético vai encarar o Fortaleza no Castelão.

Equilíbrio marca primeiro tempo

Com desfalques de ambos os lados, o jogo em Goiânia foi de baixo nível técnico. As duas equipes dividiram a posse de bola e terminaram a primeira etapa exatamente com 50% cada um.

As chances de gol foram poucas. O Botafogo finalizou mais, mas o Atlético teve mais escanteios a seu favor. O placar só foi aberto devido a um lance casual no finalzinho. Victor Luis tenta o cruzamento do bico da área pela esquerda e acerta a mão de João Vitor. O próprio Victor Luis cobrou o pênalti e colocou o Fogão em vantagem aos 44.

Atlético empata e fica nisso

O Dragão retornou para a segunda etapa disposto a empatar e pressionou desde a saída. Aos 4, Matheus Vargas dominou próximo da meia lua e abriu para Janderson, que entrava livre pela direita. O atacante cruzou rasteiro na diagonal e Hyuri, ex-Botafogo, deslizou de carrinho para empurrar a bola para o gol.

O Atlético quase virou aos 20 em chute de fora da área de Janderson. Diego Cavalieri teve trabalho mas salvou o Fogão. Três minutos depois, o Alvinegro respondeu e foi a vez do goleiro Jean trabalhar. Nazário tocou para Luiz Otávio na área e deixou o volante de frente para o gol, mas Jean se antecipou e impediu o gol.

Foi visível o cansaço das duas equipes na segunda metade da etapa final. As defesas afrouxaram a marcação, mas nenhum dos dois conseguiu aproveitar.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 1 X 1 BOTAFOGO-RJ

Local: estádio Olímpico, em Goiânia (GO)

Data: Domingo, 27 de setembro de 2020

Hora: 18h15 (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartões amarelos: Gilvan, Dudu (Atlético); Caio Alexandre, Kanu, Renteria (Bota)

Gols:

ATLÉTICO-GO: Hyuri, aos 4 min do 2º tempo

BOTAFOGO: Victor Luis, aos 44 min do 1º tempo

ATLÉTICO-GO: Jean, João Victor (Dudu), Oliveira, Gilvan e Natanael (Nicolas); Edson, Marlon Freitas e Matheus Vargas (Chico); Janderson, Matheuzinho (Gustavo Ferrareis) e Huyri (Júnior Brandão)

Técnico: Vagner Mancini

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Kevin, Rafael Forster, Kanu, David Sousa e Victor Luis; Rentería, Caio Alexandre (Luiz Otávio) e Bruno Nazário (Davi Araújo); Pedro Raul (Kalou) e Matheus Babi

Técnico: Paulo Autuori