Esportes

Auxiliar de Abel valoriza maturidade do Palmeiras e explica substituições de Veiga e Scarpa

Gazeta
Gazeta Esportiva
Auxiliar de Abel valoriza maturidade do Palmeiras e explica substituições de Veiga e Scarpa

10 de julho de 2021 - 19:44 - Atualizado em 10 de julho de 2021 - 20:15

O Palmeiras confirmou mais um resultado positivo no Brasileiro com uma vitória apertada contra o Santos. Após abrir dois gols de vantagem nos primeiros minutos do clássico, a equipe viu o rival equilibrar a partida no segundo tempo, mas venceu pelo placar de 3 a 2.

O auxiliar João Martins, que comandou o Verdão no lugar do suspenso Abel Ferreira, fez uma análise do jogo e valorizou a maturidade apresentada pelo time para sair de campo com o triunfo e os três pontos.

“Sempre que no primeiro tempo, como neste caso, conseguimos ficar na frente do adversário, é mais fácil de digerir depois. Mas os jogos nunca estão resolvidos, como hoje. Temos que nos manter focados e concentrados até o último minuto e saber jogar com os ritmos do jogo, e isso demonstra maturidade”, explicou em entrevista coletiva.

Durante o segundo tempo do clássico, o auxiliar decidiu substituir os meias Raphael Veiga e Gustavo Scarpa, que colaboraram para a superioridade alviverde na etapa inicial. João explicou a escolha afirmando que não foi uma atitude pensada no próximo confronto do Palmeiras, mas sim para preservá-los diante da maratona de jogos que a equipe atravessa.

“Este era o terceiro jogo com intervalos de dois em dois dias. Já tínhamos jogado (contra o Sport) no Recife, contra o Grêmio, e esse foi o terceiro jogo. Nós sabemos que os jogadores não são máquinas e não dá para jogarem todas partidas. Temos consciência da importância do jogo de quarta-feira, e queríamos ao máximo fazer o primeiro tempo que fizemos para depois arriscar um pouco em alguns jogadores. E foi isso o que fizemos”, justificou.

“Conseguimos tirá-los do campo porque estávamos ganhando, com um bom rendimento, nos comportando bem em todos os níveis, e foi a opção técnica que tivemos. Mas não foi só pensando no jogo de quarta, mas num todo, por tudo o que tivemos na semana anterior e pelas condições que os jogadores iniciaram o jogo”, completou o auxiliar português.

João Martins comandando o Palmeiras no clássico (Foto: Divulgação/Cesar Greco)

João também exaltou o bom desempenho da dupla atuando junta no meio-campo palestrino. “Nós olhamos para as opções que temos e tentamos colocar em campo o time titular mais forte à nossa disposição. Temos adotado essa opção, com o Veiga pelo lado e o Scarpa jogando mais por dentro. O Veiga é um jogador que se adapta facilmente a tudo que pedimos, é fácil dar instruções a ele, porque ele é inteligente e coloca em prática tudo o que pedimos. O Scarpa tem jogado muito bem por dentro e construindo pelo lado esquerdo, então ganhamos muito com os dois em campo”, ressaltou.

Com a vitória, o Palmeiras se manteve na liderança do Brasileirão e alcançou a marca de 25 pontos. O próximo compromisso será na quarta, às 19h15, contra a Universidad Católica, no Chile, pelas oitavas da Copa Libertadores.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.