Esportes

Athletico vence o Santos por 1 a 0 e garante a vaga nas semifinais da Copa do Brasil

Golaço de Zé Ivaldo, aos 33 minutos do segundo tempo, garante a vitória ao Furacão, que quebra tabu de 16 anos sem vencer o Peixe na Vila Belmiro, e garante a vaga nas semifinais da Copa do Brasil, mantendo vivo o sonho do bicampeonato

Guilherme
Guilherme Almeida
Athletico vence o Santos por 1 a 0 e garante a vaga nas semifinais da Copa do Brasil
Zé Ivaldo comemora após marcar o gol do Furacão na Vila Belmiro (Foto: Gustavo Oliveira/Athletico)

14 de setembro de 2021 - 23:33 - Atualizado em 14 de setembro de 2021 - 23:37

Na noite desta terça-feira (14), Santos e Athletico se enfrentaram, na Vila Belmiro, pela partida de voltas das quartas de final da Copa do Brasil.

O Furacão fez história na baixada santista. Soube controlar o jogo quando foi pressionado, e ser eficiente quando precisou. E contou com a estrela de Zé Ivaldo, que marcou um golaço, aos 33 minutos do segundo tempo, para garantir a vitória por 1 a 0, que classifica o Rubro-Negro a semifinal da Copa do Brasil pela terceira vez na história, e mantém vivo o sonho do bicampeonato.

Com o resultado, o Athletico está classificado para encarar o Flamengo, nas semifinais da Copa do Brasil. As datas e horários das partidas serão marcadas posteriormente. Além disso, também embolsa mais R$ 7,3 milhões em premiação.

As equipes agora voltam as atenções para à disputa da Série A. No sábado (18), às 21h, o Santos vai até o Castelão, encarar o Ceará. Também no sábado, mas às 18h45, o Athletico recebe, na Arena da Baixada, o Juventude. As partidas são válidas pela 21ª rodada da competição.

Tabu quebrado

O resultado desta noite também derruba um tabu histórico. O Furacão volta a vencer o Peixe na Vila Belmiro após 16 anos. A última vitória havia sido em 2005, pelo jogo de voltas das quartas de final da Libertadores, quando fez 2 a 0, com dois gols de Aloísio Chulapa.

SANTOS 0 X 1 ATHLETICO

Precisando reverter o resultado, O Santos pressionou desde o início. Aos dois, Felipe Jonathan chegou batendo de primeira, após passe de Raniel. O chute, porém, saiu fraco e ficou tranquila para o goleiro Santos. Aos 13, Jean Mota cobrou falta, mas o goleiro athleticano defendeu sem problemas. Aos 16, foi a vez de Gabriel Pirani arriscar e mandar por cima do gol.

Com uma postura mais defensiva e sem pressa para jogar, o Athletico só foi assustar pela primeira vez aos 17. Richard recebeu cruzamento de David Terans e bateu de primeira . João Paulo voou e fez grande defesa. Aos 19, David Terans bateu com força, pela esquerda, mas o chute saiu pela linha de fundo.

O Peixe quase abriu o placar aos 24, naquela que foi a melhor oportunidade na primeira etapa. Marinho pegou sobra de bola, puxou para o meio e bateu colocado. O goleiro Santos fez uma ponte e defendeu de mão trocada, salvando o Furacão. Aos 27 foi a vez de Raniel cabecear para fora.

Após, o jogo teve uma queda na intensidade. O Santos não conseguiu mais assustar. Já o Athletico, ainda teve a última grande oportunidade no primeiro tempo. Aos 39, Abner tabelo com David Terans e tocou para Erick. Mas o volante, livre, dentro da área, pegou muito mal na bola mandou por cima do gol de João Paulo, perdendo grande chance.

O segundo tempo começou com as duas equipes marcando presença no campo de ataque. Pelo lado do Furacão, David Terans tentava em chutes de fora da área, mas que não levavam perigo. Já pelo lado do Peixe, Raniel era o jogador mais agudo.

O jogo seguiu arrastado, sem grandes oportunidades. O Athletico controlava bem o jogo e as investidas do Santos. Os técnicos promoveram alterações para tentar mudar o panorama da partida. O destaque ficou para o atacante Diego Tardelli, que estreou com a camisa do Peixe. No entanto, foi outra estrela que brilhou. A de Zé Ivaldo.

Aos 33 minutos, o zagueiro aproveitou sobra de escanteio, girou e deu um lindo chute, no ângulo de João Paulo, que nada pôde fazer. Ainda deu tempo de Christian ser expulso, por levar o segundo cartão amarelo. No entanto, o Santos não teve forças para reagir, e o Athletico conseguiu segurar o placar e garantir a vitória, que garante à classificação histórica às semifinais da Copa do Brasil, e mantém o Furacão vivo na luta pelo bicampeonato.

Ficha Técnica

Copa do Brasil
Quartas de final – Partida de volta

Santos: João Paulo, Pará (Marcos Guilherme 2ºT/22″), Vinicius Balieiro, Wagner e Felipe Jonatan; Jean Mota (Ivonei 2ºT/14″), Carlos Sánchez (Diego Tardelli 2ºT/22″) e Gabriel Pirani; Marinho, Raniel (Marcos Leonardo 2ºT/35″)e Lucas Braga (Ângelo 2ºT/35″)
Técnico: Fábio Carille

Athletico: Santos, Thiago Heleno, Pedro Henrique e Zé Ivaldo; Marcinho, Richard (Christian 2ºT/11″), Erick, David Terans (Lucas Fasson 2ºT/41″) e Abner Vinicius; Nikão e Renato Kayzer (Pedro Rocha 2ºT/22″)
Técnico: Bruno Lazaroni (interino)
Gols: Zé Ivaldo (2ºT/33″)
Cartões amarelos: Richard (2ºT/01″); Christian (2ºT/13″ e 2ºT/37″); Erick (2ºT/18″); Abner Vinicius (2ºT/28″)
Cartão vermelho: Christian (2ºT/37″)

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 14/09/2021
Horário:
 21h30
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)