Guilherme
Guilherme Becker / Editor

24 de abril de 2019 - 00:00

Atualizado em 24 de abril de 2019 - 00:00

Balanço Geral Curitiba

Na altitude de Cochabamba, Athletico pode garantir classificação

Na altitude de Cochabamba, Athletico pode garantir classificação
Athletico realizou o reconhecimento do gramado nesta terça-feira (FOTO: DIVULGAÇÃO/FACEBOOK ATHLETICO)

O Athletico Paranaense entra em campo nesta quarta-feira (24), às 19h15, diante do Jorge Wilstermann (BOL), pela quinta rodada do grupo G da Copa Libertadores. Pela frente, o Furacão terá, além dos bolivianos, a altitude de 2.560 metros, da cidade de Cochabamba, onde fica localizado o estádio Félix Capriles.

O confronto pode garantir o Athletico nas oitavas de final da Libertadores. Em caso de vitória o Rubro-Negro está automaticamente classificado. Se empatar ou perder deverá torcer para o Tolima (COL) não vencer o Boca Juniors (ARG).

LEIA TAMBÉM: Curitiba Vôlei mantém projeto e renova parceria com Universidade Positivo

Athletico terá desfalques na altitude

Nesta terça-feira (23), o Athletico realizou o último treinamento antes da partida com o Jorge Wilstermann. Após as atividades no centro de treinamentos Aurora, que foram fechadas a imprensa, os comandados de Tiago Nunes foram ao estádio Félix Capriles para realizar o reconhecimento do gramado.

Para a partida, que pode valer a classificação, o Rubro-Negro não contará com Thiago Heleno e Lucho Gonzales. Com isso, o Furacão deve ir a campo com: Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho, Bruno Guimarães e Tomás Andrade (Léo Cittadini); Nikão, Rony e Marco Ruben.

Furacão quer quebrar tabu em Cochabamba

Na partida desta quarta-feira (24), o Athletico também tentará, além da classificação, quebrar um tabu. Nas últimas quatro partidas que realizou em estádios acima de 2.400 metros do nível do mar, o Furacão acabou derrotado.

Em 2002 o time foi superado por 2 a 1 para o Olmedo, a 2.750 metros do mar na cidade de Riobamba, no Equador. Quatro anos depois a derrota foi para o Pachuca por 4 a 1, no México. Já em 2014, o Athletico esteve na Bolívia e acabou perdendo para o The Strongest por 2 a 1, em La Paz a 3.640 metros de altitude.

Na última experiência na altitude, o Rubro-Negro perdeu para o Millionarios por 1 a 0, na cidade de Bogotá, na Colômbia, a 2.640 metros do nível do mar.