Esportes

Athletico não faz boa partida, e acaba derrotado pelo Atlético-MG por 2 a 0

Furacão não faz uma boa partida e sofre o revés, ficando distante do G-4; Vargas e Neto marcam para o Galo, que chega à sétima vitória seguida na competição, e segue na cola da liderança

Guilherme
Guilherme Almeida
Athletico não faz boa partida, e acaba derrotado pelo Atlético-MG por 2 a 0
Athletico não jogou bem, e foi derrotado por 2 a 0 (Foto: Reprodução/Mineirão)

1 de agosto de 2021 - 17:54 - Atualizado em 1 de agosto de 2021 - 17:59

Na tarde deste domingo (01), Atlético-MG e Athletico se enfrentaram, no Estádio Mineirão, pela décima quarta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

O Furacão, que poupou jogadores visando a Copa do Brasil, não conseguiu fazer uma boa partida e acabou sendo derrotado por 2 a 0. Vargas, cobrando pênalti, e Neto, marcaram os gols do Galo, que chegou à sétima vitória seguida na competição, e segue colado na liderança.

Com o resultado, o Atlético-MG chega à sétima vitória seguida no campeonato, e segue na perseguição ao líder Palmeiras. O Galo se mantém na segunda colocação, com 31 pontos, um atrás do time paulista. Já o Athletico, cai para a sexta posição, com 23 pontos, mas ainda uma partida a menos em relação à maioria dos outros clubes.

Na próxima rodada, a décima quinta da competição, o Atlético-MG irá até Caxias do Sul, encarar o Juventude, no Alfredo Jaconi, no domingo (08), às 16h. Antes, no sábado (07), às 18h, o Athletico recebe, na Arena da Baixada, o São Paulo.

Antes, porém, as equipes entram em campo pelas partidas de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Na quarta-feira (04), às 19h15, o Furacão encara o Atlético-GO, no Antônio Accioly. Um empate basta para se classificar. Já o Galo, no mesmo dia mas às 21h30, encara o Bahia, no Estádio Jóia da Princesa, podendo perder por até um gol de diferença para avançar.

ATLÉTICO-MG 2 X 0 ATHLETICO

O primeiro tempo foi fraco tecnicamente. Apesar de ter mais posse de bola, o Atlético-MG sentiu a falta do atacante Hulk, que foi desfalque de última hora devido a uma conjuntivite. Com a ausência do artilheiro, Nacho Fernandez foi o principal jogador do Galo no primeiro tempo. O meia argentino tentou em chutes de longa distância, mas que não levaram perigo ao gol de Bento.

Já o Athletico, sentiu falta de Nikão, David Terans e Vitinho. Sem o trio, o Furacão não conseguia assustar o goleiro Everson. A primeira finalização efetiva foi apenas aos 20 minutos, em chute de longe de Richard, que não levou perigo ao goleiro do Galo. E foi só. Ambas as equipes ficaram devendo ofensivamente na primeira etapa, que terminou com o placar zerado.

O Furacão voltou com outra postura para a segunda etapa, e aos seis minutos, teve a melhor chance do jogo. Léo Cittadini tocou para Jadson, que livre, dentro da área, chutou por cima do gol, perdendo uma ótima oportunidade.

No entanto, no momento em que o Athletico estava melhor no jogo, o Atlético-MG abriu o placar. Aos 14, Richard disputou bola com Nacho Fernandez, dentro da área, e deixou o cotovelo no pescoço do meia do Galo. Houve muita reclamação por parte dos jogadores do Furacão, mas o árbitro Braulio Machado marcou a penalidade. Vargas cobrou forte, no canto direito de Bento, que pulou nela, mas não alcançou.

Após o gol, o técnico António Oliveira recorreu a David Terans, que havia começado no banco de reservas. No entanto, antes que o maestro do Furacão pudesse tentar mudar o panorama da partida, o Galo marcou o segundo. Aos 23, Vargas deu passe para Neto, na entrada da área. O volante chutou de primeira, a bola desviou em Pedro Henrique e morreu no fundo das redes de Bento.

O Athletico sentiu o golpe, e não conseguiu mais assustar. Ainda deu tempo de Vargas ser expulso por acertar uma cotovelada em Pedro Henrique, no entanto, o Atlético-MG soube controlar e administrar bem a vantagem, para segurar o placar de 2 a 0, e garantir a sétima vitória seguida na competição.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro Série A
Décima quarta rodada

Atlético-MG: Everson; Mariano, Junior Alonso, Nathan Silva e Dodô (Calebe 2ºT/33″); Allan (Hyoran 2ºT/41″), Tchê Tchê (Vargas 2ºT/00″), Zaracho (Neto 2ºT/20″) e Nacho Fernandez; Savarino e Eduardo Sasha (Réver 2ºT/33″)
Técnico: Cuquinha (auxiliar)
Gols: Vargas (2ºT/14″); Neto (2ºT/23″)
Cartões amarelos: Mariano (1ºT/44″); Neto (2ºT/21″); Vargas (2ºT/40″ e 2ºT/43″)
Cartão vermelho: Vargas (2ºT/43″)

Athletico: Bento; Khellven (Marcinho 2ºT/17″), Thiago Heleno, Pedro Henrique e Nicolas; Richard (Erick 2ºT/29″), Léo Cittadini e Fernando Canesin (Christian 2ºT/00″); Jadson (David Terans 2ºT/17″), Carlos Eduardo (Jaderson 2ºT/25″) e Renato Kayzer
Técnico: António Oliveira
Cartões amarelos: António Oliveira (2ºT/10″); Thiago Heleno (2ºT/13″); Christian (2ºT/35″); Erick (2ºT/46″)

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 01/08/2021
Horário:
 16h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Alex dos Santos (SC)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)