Esportes

Athletico joga mal, é dominado pelo Flamengo e perde por 3 a 0

Poupando seus titulares, Furacão não consegue fazer frente ao Mengão, e sofre dolorido revés. Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Andreas Pereira fizeram os gols do triunfo carioca

Guilherme
Guilherme Almeida
Athletico joga mal, é dominado pelo Flamengo e perde por 3 a 0
Furacão foi dominado e perdeu por 3 a 0 (Foto: Reprodução/Athletico)

3 de outubro de 2021 - 17:54 - Atualizado em 3 de outubro de 2021 - 18:03

Na tarde deste domingo (03), Flamengo e Athletico se enfrentaram, no Maracanã, pela 23ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

O Furacão teve uma partida para esquecer. Poupando seus titulares, a equipe não conseguiu ser páreo para o Mengão, que dominou a partida do início ao fim e não teve dificuldades para vencer por 3 a 0, gols marcados por Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Andreas Pereira.

Com o resultado, o Flamengo assume a vice-liderança da competição, com 38 pontos, mas ainda pode perder a posição para o Palmeiras no complemento da rodada. Já o Athletico, permanece na nona colocação, com 30 pontos.

Na próxima rodada, a 24ª da competição, o Flamengo vai até Bragança Paulista, encarar o Red Bull Bragantino, no Nabi Abi Chedid, na quarta-feira (06), às 20h30. No mesmo dia, mas às 19h, o Athletico vai até Goiânia, encarar o Atlético-GO, no Antônio Accioly.

FLAMENGO 3 X 0 ATHLETICO

O Flamengo começou o jogo pressionando, e não demorou para abrir o placar. Logo aos quatro minutos, Andreas Pereira recebeu passe de Bruno Henrique e chutou da entrada da área. A bola explodiu na trave e sobrou para Everton Ribeiro, com o gol aberto, apenas completar para as redes.

O Mengão continuou em cima, e ampliou o placar aos nove. Gabigol cruzou pela esquerda, na cabeça de Bruno Henrique, que sozinho, cabeceou para as redes, sem chances para Santos. Após o gol, o Flamengo diminuiu um pouco o ímpeto, e passou a controlar mais a partida, chegando a ter 70% da posse de bola em determinado momento.

Nervoso, e sob os olhares de Alberto Valentim, novo técnico da equipe, o Athletico apenas assistia os cariocas jogarem. O Furacão sentiu a falta de entrosamento na escalação quase toda reserva, e não conseguiu finalizar nenhuma vez na primeira etapa, nem em chutes despretensiosos.

No único momento de perigo, aos 40 minutos, Carlos Eduardo foi derrubado dentro da área por Rodrigo Caio. O árbitro Savio Pereira Sampaio chegou a marcar a penalidade máxima, mas após revisão do VAR, o lance foi invalidado por impedimento do atacante do Athletico, no início da jogada. Ainda deu tempo do Flamengo marcar o terceiro.

Aos 49 minutos, em uma aula de contra ataque iniciada por Bruno Henrique, Arrascaeta deu belo passe para Andreas Pereira, que invadiu à área e tocou na saída de Santos, fazendo um belo gol.

O segundo tempo começou da mesma forma que acabou o primeiro, com o Flamengo pressionando. Aos seis, Kenedy fez jogada individual e finalizou de fora da área, mas o chute saiu sem direção. O Athletico respondeu, e enfim conseguiu sua primeira finalização no jogo, aos nove. Carlos Eduardo saiu em velocidade e soltou uma bomba. Diego Alves abafou e espalmou, impedindo o gol.

Depois, porém, o jogo teve uma queda de intensidade, e as duas equipes não conseguiram mais assustar. O Flamengo esperou o tempo passar e soube controlar bem a partida, para garantir a contundente vitória e mais três importantes pontos na tabela, que deixam a equipe na vice-liderança da competição, ainda na briga pelo título. O Athletico, por sua vez, volta a perder após duas vitórias seguidas e vê a reação na competição, ser interrompida.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro – Série A
23ª rodada

Flamengo: Diego Alves, Isla (Rodinei 2T/35″), Léo Pereira, Rodrigo Caio e Filipe Luís (Renê 2ºT/27″); Arão, Andreas Pereira, Everton Ribeiro (Michael 2ºT/35″), Arrascaeta, Bruno Henrique (Kenedy 2ºT/00″) e Gabigol (Pedro 2ºT/35″)
Técnico: Renato Gaúcho
Gols: Everton Ribeiro (1ºT/04″); Bruno Henrique (1ºT/09″); Andreas Pereira (1ºT/49″)
Cartões amarelos:
 Arrascaeta (2ºT/11″); Isla (2ºT/26″)

Athletico: Santos, Pedro Henrique, Lucas Fasson e Nicolas Hernandez; Erick (Khellven 2ºT/24″), Léo Cittadini, Christian (Fernando Canesin 2ºT/34″) e Nicolas; Pedro Rocha (Jader 2ºT/37″), Carlos Eduardo (Juninho 2ºT/37″) e Renato Kayzer (Vinicius Mingotti 2ºT/34″)
Técnico: Bruno Lazaroni (interino)
Cartões amarelos: Nicolas (2ºT/05″); Nicolás Hernández (2ºT/48″)

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 03/10/2021
Horário:
 16h
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)
Árbitro de vídeo: Oberto da Silva Santos (PE)