Esportes

Athletico defenderá tabu de 14 anos contra o Paraná Clube

Tricolor venceu na Arena da Baixada apenas duas vezes na história; Furacão não perde para o rival há quatro anos

Guilherme
Guilherme Almeida
Athletico defenderá tabu de 14 anos contra o Paraná Clube
No último confronto disputado na Arena da Baixada, o empate prevaleceu (Foto: Rui Santos/Paraná Clube)

15 de junho de 2021 - 14:52 - Atualizado em 15 de junho de 2021 - 14:52

O clássico entre Athletico e Paraná Clube nesta quarta-feira (16), pelo jogo de volta das quartas de final do Campeonato Paranaense, colocará a prova dois times em situações distintas. O Furacão, é vice-líder da Série A. O Tricolor, por sua vez, está na zona de rebaixamento do seu Grupo na Série C.

No entanto, outro fator está em campo, além da luta pela classificação às semifinais do estadual. Tabus estão em jogo no clássico, e tanto Athletico quanto Paraná Clube tem suas motivações para mantê-los ou derrubá-los.

Última vitória em 2008

O Athletico defenderá um tabu de 14 anos sem perder para o Paraná Clube na Arena da Baixada. O último triunfo do Tricolor na casa do rival foi no dia 16 de março de 2008, pelo Campeonato Paranaense, quando venceu por 1 a 0, gol marcado por Joélson, aos 26 minutos do primeiro tempo.

(Créditos: Premiere/Assessoria CAP)

Historicamente, enfrentar o Athletico na Arena da Baixada é um tarefa árdua para o Paraná Clube. Além de 2008, o Tricolor venceu apenas outra vez, em 2007, pela semifinal do estadual. Nas demais partidas disputadas no estádio, inaugurado em 1999, apenas derrotas ou empates.

A última vitória paranista, fora de casa foi em 2014, pela primeira partida das quartas de final do estadual, por 1 a 0. A partida, no entanto, foi disputada no Eco Estádio Janguito Malucelli, pelo fato da Arena da Baixada estar em reformas para a Copa do Mundo de 2014.

Na “nova” Arena da Baixada, aliás, o retrospecto é amplamente favorável ao Athletico, que venceu quatro das cinco partidas disputadas. O último confronto, pelo estadual do ano passado, terminou empatado por 1 a 1.

Quatro anos sem vencer

O outro tabu que o Tricolor tentará derrubar é o de quatro anos sem vencer o rival. O último triunfo do Paraná Clube contra o Athletico foi no dia 29 de março de 2017, também pelo estadual. Na Vila Capanema, Renatinho fez o gol do 1 a 0, pela última rodada da primeira fase.

(Créditos: RPC/Gols do Paraná)

O Furacão, portanto, defenderá dois tabus nesta quarta-feira: o de não perder para o rival há quatro anos; e de não perder na Arena da Baixada há 14 anos.

Nos últimos nove confrontos, foram quatro empates e cinco vitórias do Athletico, a última no dia 24 de maio: 1 a 0, pela partida de ida das quartas de final do Campeonato Paranaense.

Prováveis escalações

Para a partida, o técnico António Oliveira poderá contar quase que totalmente com o seu elenco. De desfalques, o meia David Terans, que não foi inscrito no Campeonato Paranaense; o volante Geovane e o atacante Yago, que defenderão o CSA na Série B do Campeonato Brasileiro.

O volante Erick e o zagueiro Lucas Halter, seguem se recuperando de lesões. No mais, o treinador poderá escalar o Athletico com o que tem de melhor, no entanto, devido a vantagem conquistada na partida de ida, muitos jogadores considerados reservas, poderão ganhar chance.

Com isso, uma provável escalação poderá ter: Santos; Khellven, Pedro Henrique (Felipe Aguilar), Zé Ivaldo e Nicolas; Alvarado, Fernando Canesin e Léo Cittadini; Carlos Eduardo, Vitinho (Jajá) e Vinícius Mingotti (Renato Kayzer).

Já o técnico Maurílio Silva terá muitos problemas para escalar o Paraná Clube. Dos 35 jogadores inscritos na competição, apenas 21 tem condição de jogo.

Muitos atletas já deixaram o clube, como foi o caso do lateral-direito Jailson, do volante Ramires e dos meias Juninho e Maxi Rodríguez. Todos eles foram titulares na partida de ida das quartas de final. Os reforços contratados para a disputa da Série C, não foram inscritos no estadual e também são desfalques.

O atacante Thiago Alves, se recuperou da covid-19 e pode pintar no time titular.

Com isso, uma provável escalação tem: Bruno Grassi; Paranhos, Micael, Hurtado e Bryan; Moisés Gaúcho, Lucas Abreu e Gabriel Pires (Thiago Alves); Gustavinho, Gustavo França e Castanha.

Athletico e Paraná Clube se enfrentam nesta quarta-feira (16), às 15h20, na Arena da Baixada, pelo jogo de volta das quartas de final do Campeonato Paranaense.

O Furacão tem a vantagem de poder perder por até um gol de diferença, para classificar. Ao Tricolor, resta vencer por três gols de diferença, para avançar diretamente, ou por dois gols, para levar à decisão as penalidades máximas. Quem se classificar encara o FC Cascavel na semifinal.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.