Esportes

Athletico defenderá tabu de 21 anos contra o Juventude

Jogando em seus domínios, última derrota do Furacão para o Papo foi pela primeira fase da Copa João Havelange, em 2000

Guilherme
Guilherme Almeida
Athletico defenderá tabu de 21 anos contra o Juventude
Furacão levou a melhor no último confronto entre as equipes (Foto: Gustavo Oliveira/Athletico)

17 de setembro de 2021 - 10:38 - Atualizado em 17 de setembro de 2021 - 10:38

Além da briga para espantar a má fase recente na Série A, o Athletico terá outra motivação para o duelo contra o Juventude neste sábado (18), às 18h45, na Arena da Baixada, pela 21ª rodada. Jogando em seus domínios, o Furacão não perde para o Papo há 21 anos.

Até hoje, as equipes se enfrentaram 29 vezes na história, entre Séries A e B do Campeonato Brasileiro, Copa Sul e Copa Sul-Minas. A vantagem é do Rubro-Negro, que venceu 12 vezes, além de ter empatado outras oito vezes, contra nove vitórias do clube de Caxias do Sul.

Derrota na Copa João Havelange

A última vez que o Juventude comemorou os três pontos contra o Athletico, na Arena da Baixada, foi em 2000, pela Copa João Havelange, à Série A daquela temporada.

Na ocasião, no dia 16 de setembro de 2000, os gaúchos fizeram 1 a 0, gol marcado pelo zagueiro João Marcelo, aos 15 minutos do segundo tempo, no duelo válido pela primeira fase da competição.

Último confronto

O último encontro entre as equipes foi no dia 06 de junho deste ano, no Estádio Alfredo Jaconi, pela segunda rodada da atual Série A. Na ocasião, o Athletico levou a melhor, e venceu por 3 a 0, em noite inspirada do meia Jadson, que marcou duas vezes. Nikão completou o marcador.

(Créditos: TNT Sports)

Aquela partida marcou o reencontro das equipes, após um hiato de 14 anos sem se enfrentar, e ajudou o Furacão a iniciar bem a competição.

Provável escalação

Para a partida, o técnico interino Paulo Autuori terá o retorno de importantes jogadores. O meia Léo Cittadini, recuperado da covid-19, terminou o isolamento e volta a ser opção.

Além dele, o também meia Nikão, que cumpriu suspensão automática na derrota contra o América-MG, volta ao time titular, assim como o atacante Guilherme Bissoli, que ficou fora da vitória contra o Santos, pela Copa do Brasil, por ter defendido o Cruzeiro na competição.

A única dúvida é na formação que será utilizada. Há a possibilidade do esquema com três zagueiros ser mantido. Com isso, Zé Ivaldo, herói da classificação do Athletico às semifinais da Copa do Brasil, pode ser mantido na equipe. No meio, Erick e Christian disputam posição. Caso Paulo Autuori opte pelo esquema com três atacantes, Pedro Rocha deve ficar com a vaga.

Uma provável escalação tem: Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard, Erick (Christian) e David Terans; Nikão, Pedro Rocha (Zé Ivaldo) e Guilherme Bissoli.

Athletico e Juventude se enfrentam neste sábado (18), às 18h45, na Arena da Baixada, pela 21ª rodada da Série A. Sem vencer há sete jogos, o Furacão é o décimo primeiro colocado, com 24 pontos, apenas um a mais que o Papo, com 23 e na décima quarta colocação.