Futebol

Athletico costuma se dar bem quando enfrenta Renato Gaúcho na Copa do Brasil

Furacão eliminou o treinador nas duas vezes que chegou à final da competição, em 2013 e 2019. Time carioca também tem participação direta nos retrospectos

Guilherme
Guilherme Almeida
Athletico costuma se dar bem quando enfrenta Renato Gaúcho na Copa do Brasil
Santos defende pênalti decisivo que garantiu o Athletico na final da Copa do Brasil, em 2019 (Foto: Reprodução/CBF)

19 de outubro de 2021 - 15:45 - Atualizado em 19 de outubro de 2021 - 15:45

O torcedor do Athletico tem um bom motivo para acreditar em resultado positivo amanhã (20), às 21h30 contra o Flamengo, na Arena da Baixada, pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil. Renato Gaúcho, treinador do time carioca, e que teve uma breve passagem pelo Furacão em 2011, não costuma levar sorte quando enfrenta o clube pela competição.

Em 2013 e 2019, o Athletico levou a melhor sobre o Grêmio, equipe treinada pelo comandante, na época. Quer mais uma coincidência positiva? Em ambas, os confrontos foram pelas semifinais da Copa do Brasil, cenário idêntico ao de agora.

Primeira grande campanha

A primeira vez que o Athletico eliminou Renato Gaúcho da Copa do Brasil foi em 2013, ano do vice-campeonato. Na partida de ida, disputada na Vila Capanema, já que a Arena da Baixada estava em obras para a Copa do Mundo de 2014.

Na partida, o Furacão venceu por 1 a 0, gol marcado pelo atacante Guilherme Delltorre, atualmente no CSA-AL.

(Créditos: ESPN)

Na volta, disputada na Arena do Grêmio, o Athletico conseguiu segurar a pressão do Grêmio e garantiu o 0 a 0, que levou a equipe para a grande decisão, justamente contra o Flamengo, que acabou ficando com a taça após empate por 0 a 0 e vitória por 2 a 0.

No caminho do título

Em 2019, os caminhos de Athletico e Renato Gaúcho voltaram a se cruzar. Após a classificação histórica, nas penalidades máximas, contra o Flamengo, de Jorge Jesus, o Furacão novamente teve os gremistas pelas semifinais.

Na partida de ida, em Porto Alegre, vitória gremista por 2 a 0. Na ocasião, muitos davam como certa a classificação do Tricolor Gaúcho para a final daquela Copa do Brasil.

Mas, o Athletico já demonstrava naquela oportunidade, porquê é um time copeiro. No duelo de volta, na Arena da Baixada, devolveu o 2 a 0, gols marcados por Nikão e Marco Rúben e conseguiu a classificação histórica nas penalidades máximas, após vencer por 5 a 4, com o goleiro Santos pegando a cobrança decisiva de Ferreira.

(Créditos: SporTV/Premiere)

O Athletico avançaria a decisão, contra o Internacional, e o resto é história… será que o reencontro com o Flamengo e com Renato Gaúcho também terá um final feliz para o Furacão?

Provável escalação

Para a partida, o técnico Alberto Valentim terá três desfalques em relação a equipe que perdeu para o Fluminense na última rodada da Série A. Os volantes Christian e Richard estão suspensos. Já o atacante Guilherme Bissoli não pode defender o Athletico por já ter defendido o Cruzeiro na Copa do Brasil.

A tendência é de que o treinador do Furacão não mude o esquema que vem sendo utilizado. No meio, os substitutos devem ser Erick e Léo Cittadini. Já no ataque, Renato Kayzer é o substituto natural.

No mais, a equipe não deve ter nenhuma outra alteração. Com isso, uma provável escalação tem: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Zé Ivaldo; Marcinho, Erick, Léo Cittadini e Abner; David Terans, Nikão e Renato Kayzer.

Athletico e Flamengo se enfrentam nesta quarta-feira (20), às 21h30, na Arena da Baixada, pela partida de volta da semifinal da Copa do Brasil. Confira informações sobre ingresso aqui. Quem passar do duelo, encara Atlético-MG ou Fortaleza na grande decisão.