Corinthians

Arthur Elias critica tabela do Brasileirão Feminino e diz que Corinthians foi prejudicado

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de fevereiro de 2021 - 08:00 - Atualizado em 24 de fevereiro de 2021 - 08:15

O Corinthians segue na bronca com a CBF por conta da tabela do Campeonato Brasileiro Feminino. Atual campeão da competição, o Alvinegro fará cinco jogos fora de casa contra equipes que terminaram no G-8 na temporada passada. O sorteio não agradou o Timão, que se sente prejudicado.

Em entrevista coletiva na terça-feira, o técnico Arthur Elias afirmou que Corinthians e Grêmio foram os clubes mais afetados com a tabela. O treinador ainda citou a situação do Internacional, que receberá seis times considerados “fortes” em casa.

“Eu acho que a gente foi prejudicado, assim como a equipe do Grêmio. Dentro desses confrontos contra as equipes mais fortes, o Grêmio joga seis jogos fora de casa, apenas um dentro e a gente joga cinco fora de casa, e apenas dois dentro. Por mais que a CBF tenha nos respondido que não olha o nível técnico para fazer a tabela, eu entendo que isso deveria ser um ponto a ser observado, um critério para se formatar a tabela, porque você leva uma vantagem”, disse.

“Obviamente, o Internacional receber tantos times qualificados que vão brigar pelas primeiras colocações dentro da sua casa, é uma vantagem, sim. Não é nem questão de ter torcida ou não. É uma questão de estar no seu ambiente, não precisar viajar, em um campo que já conhece”, completou.

Bicampeão paulista, brasileiro e da Libertadores pelo Corinthians, Arthur Elias ainda afirmou que os clubes da elite do futebol feminino precisam fazer um congresso técnico para discutir e questionar situações do Brasileirão.

“Não ficou claro para mim o porquê disso e também acho que passou da hora de a gente fazer um congresso técnico no futebol feminino no Campeonato Brasileiro. O campeonato vem evoluindo, melhorando muito todos os anos, mas os clubes não são chamados na CBF para discutir formato, para questionar essa questão de uma tabela onde um clube pode se sentir mais prejudicados e outros mais favorecidos. O clube tem muito a acrescentar na organização de um campeonato e eu espero que a gente possa, nos próximos campeonatos, ter a oportunidade de estar lá, fazendo congresso técnico, ser escutado”, concluiu.

Entenda o regulamento do Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol:

O Brasileirão Feminino é disputado em turno único na primeira fase, quando todas as equipes se enfrentam. São 15 rodadas antes do mata-mata. Como trata-se de um número ímpar, a CBF determina que os oito melhores na edição anterior tenham a vantagem de jogar uma partida a mais como mandante.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.