Arsenal

Arsenal pretende reduzir o preço de Aubameyang para conseguir vendê-lo

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

29 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 29 de abril de 2020 - 00:00

Em meio à pandemia do coronavírus, os clube de todo o mundo já começaram a se movimentar para montar o seu elenco da próxima temporada e ainda tentar salvar algum caixa. Um deles é o Arsenal, que está disposto a reduzir o preço de um de seus principais atacantes para conseguir negociá-lo, segundo o jornal Mirror. Trata-se de Pierre-Emerick Aubameyang.

O gabonês tem seu contrato com os Gunners encerrado ao final de junho de 2021 e já sinalizou que não pretende renovar. Com isso, o time londrino não quer correr o risco de perdê-lo de graça e, para isso, pretende aceitar ofertas que girem em torno de R$ 202,1 milhões, metade do que foi pago pelo Arsenal em 2018.

Além da possibilidade de perder o jogador de 30 anos sem gerar caixa, o clube também entende que este é um momento de reduzir gastos e o salário do atacante é um dos mais altos do atual elenco.

Nesta temporada, Aubameyang marcou 20 gols em 32 jogos. Real Madrid, Barcelona, Chelsea e Manchester United surgem como interessados. O Manchester City também pode entrar na briga caso Aguero não renove com os Citizens.