Argentina

Argentina derrota a Colômbia nos pênaltis e enfrenta o Brasil na final da Copa América

Gazeta
Gazeta Esportiva

7 de julho de 2021 - 00:10 - Atualizado em 7 de julho de 2021 - 00:30

Em jogo de muita raça, entrega e lances violentos no Mané Garrincha, Argentina e Colômbia empataram por 1 a 1 no tempo regulamentar e precisaram ir aos pênaltis para decidir a segunda semifinal da Copa América. Melhor para a Argentina, que venceu por 3 a 2 e teve Emiliano Martínez inspirado, defendendo três cobranças.

Dessa maneira, a Argentina enfrenta o Brasil na final da Copa América neste sábado. A partida será realizada no Maracanã, às 21 horas (de Brasília).

O jogo – A Argentina começou a partida com muito ímpeto e conseguiu abrir o placar logo aos 6 minutos. Messi encontrou Lautaro Martínez na área da Colômbia e o camisa 22 mostrou faro de gol e calma para deslocar o goleiro e deixar sua seleção em vantagem.

Mesmo tomando um golpe tão cedo, a seleção colombiana manteve a compostura e jogou melhor no primeiro tempo, com marcação agressiva e velocidade no lado ofensivo do jogo. Foram sete tentativas de chute, mas apenas uma chegou ao gol defendido por Emiliano Martínez. A Argentina ainda conseguiu outra ótima chance no final da primeira etapa, com Nicolás González cabeceando um escanteio, mas o goleiro colombiano conseguiu a defesa.

Para o segundo tempo, o técnico Reinaldo Rueda colocou jogadores mais ofensivos na Colômbia e foi em busca do empate. Do outro lado, a Argentina não conseguiu criar oportunidades e acabou sofrendo o gol de empate. Aos 15 minutos, Luis Díaz foi lançado na velocidade e conseguiu vencer os zagueiros e o goleiro.

O jogo ficou muito mais violento e com menos chances para os dois lados. Aos 27 minutos, Lautaro Martínez teve chance de ouro para recolocar a Argentina em vantagem com um gol sem goleiro, mas chutou em cima do zagueiro adversário. Dessa maneira, o jogo foi para as cobranças de pênaltis.

O nome das cobranças de pênaltis foi o do goleiro Emiliano Martínez, que defendeu três cobranças da Colômbia (Sánchez, Mina e Cardona) e colocou a Argentina na final da competição.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.