Futebol

Árbitro alega ‘cera’ de Cássio no último minuto; goleiro do Corinthians está suspenso

Gazeta
Gazeta Esportiva

25 de outubro de 2021 - 06:00 - Atualizado em 25 de outubro de 2021 - 06:15

Cássio não poderá defender o Corinthians contra a Chapecoense, na Neo Química Arena, dia 1º de novembro.

O capitão alvinegro levou o terceiro cartão amarelo no embate com o Internacional, em Porto Alegre, nesse domingo, e terá de cumprir suspensão automática.

Na súmula da partida, o árbitro carioca Bruno Arleu de Araujo alegou que aplicou a advertência por Cássio “retardar o reinício do jogo”.

Ou seja, o árbitro entendeu que Cássio estava fazendo “cera” aos 52 minutos do segundo tempo, com o placar empatado por 2 a 2.

Ainda no mesmo documento, Bruno Arleu de Araújo justificou a expulsão de Xavier, aos 49 minutos da etapa final, após uma confusão generalizada no centro do campo.

O volante recebeu o cartão vermelho “por ter empurrado o peito” de Taison “com uso de força excessiva”.

Para o lugar de Cássio, Matheus Donelli deve ser o escolhido. Xavier não é titular do time e, portanto, deve apenas abrir uma vaga no banco de reservas.

João Victor, que cumpriu suspensão no Beira-Rio, retomará seu posto contra a Chape, após ter sido substituído por Raul.