Esportes

Após ser desclassificado, Djokovic pede desculpas: “Tão involuntário e errado”

Gazeta
Gazeta Esportiva

6 de setembro de 2020 - 21:19 - Atualizado em 6 de setembro de 2020 - 21:30

O tenista Novak Djokovic foi desclassificado do US Open neste domingo. Durante sua partida contra Pablo Carreño Busta, o sérvio acertou uma bolada na juíza de linha após ter seu serviço quebrado pelo espanhol, e foi punido com a eliminação do Aberto dos Estados Unidos.

Depois do jogo, o número 1 do mundo se manifestou em suas redes sociais pedindo desculpas pelo ocorrido. Djoko afirmou que sua atitude foi “involuntária e errada” e destacou que serve como uma lição para seu “crescimento como jogador e ser humano”.

Djokovic foi punido com a desclassificação do US Open

“Toda essa situação me deixou muito triste e vazio. Fui checar a juíza de linha e a organização do torneio me disse que graças a Deus ela está se sentindo bem. Lamento muito ter causado tanto estresse. Tão involuntário. Tão errado. Não estou divulgando o nome dela para respeitar sua privacidade”, escreveu em sua conta no Instagram.

“Quanto à desclassificação, preciso voltar para dentro e trabalhar a minha decepção e fazer disso tudo uma lição para o meu crescimento e evolução como jogador e ser humano. Peço desculpas ao torneio Us Open e a todos os associados pelo meu comportamento. Sou muito grato à minha equipe e família por serem meu apoio, e aos meus fãs por sempre estarem comigo. Obrigado e sinto muito”, completou Djokovic.

Ver essa foto no Instagram

This whole situation has left me really sad and empty. I checked on the lines person and the tournament told me that thank God she is feeling ok. I‘m extremely sorry to have caused her such stress. So unintended. So wrong. I’m not disclosing her name to respect her privacy. As for the disqualification, I need to go back within and work on my disappointment and turn this all into a lesson for my growth and evolution as a player and human being. I apologize to the @usopen tournament and everyone associated for my behavior. I’m very grateful to my team and family for being my rock support, and my fans for always being there with me. Thank you and I’m so sorry. Cela ova situacija me čini zaista tužnim i praznim. Proverio sam kako se oseća linijski sudija, i prema informacijama koje sam dobio, oseća se dobro, hvala Bogu. Njeno ime ne mogu da otkrijem zbog očuvanja njene privatnosti. Jako mi je žao što sam joj naneo takav stres. Nije bilo namerno. Bilo je pogrešno. Želim da ovo neprijatno iskustvo, diskvalifikaciju sa turnira, pretvorim u važnu životnu lekciju, kako bih nastavio da rastem i razvijam se kao čovek, ali i teniser. Izvinjavam se organizatorima US Opena. Veoma sam zahvalan svom timu i porodici što mi pružaju snažnu podršku, kao i mojim navijačima jer su uvek uz mene. Hvala vam i žao mi je. Bio je ovo težak dan za sve.

Uma publicação compartilhada por Novak Djokovic (@djokernole) em

A desclassificação não foi a única punição que o sérvio sofreu por conta de seu comportamento. O tenista também perderá o dinheiro que obteve e os pontos conquistados no ranking da ATP por chegar às oitavas de final do torneio.