Esportes

Após quase dois anos, Santos corrige erro com família do ídolo Coutinho

Gazeta
Gazeta Esportiva

25 de dezembro de 2020 - 08:00 - Atualizado em 25 de dezembro de 2020 - 23:45

Após quase dois anos, o Santos corrigiu um erro com a família de Coutinho. O ídolo do Peixe faleceu no dia 11 de março de 2019 e foi homenageado com sua imagem na camisa alvinegra na partida contra o Novorizontino, quatro dias depois.

Havia o combinado da antiga diretoria, do ex-presidente José Carlos Peres, de entregar a camisa especial na missa de sétimo dia, o que não ocorreu nem nas celebrações de um mês, seis meses e um ano.

Com atraso, o Alvinegro chamou Rosangela e Amanda, filhas de Coutinho, e entregou a camisa nesta semana. A ação do presidente Orlando Rollo aconteceu com a ajuda da ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos), por meio de Fábio Lopes e Evaldo Rodrigues.

O Santos também conversou com a família sobre eventuais necessidades após o falecimento de Coutinho. O Peixe garantiu ajuda e se mostrou à disposição.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.