Esportes

Após pressão do São Paulo, CBF altera o responsável pelo VAR no jogo contra o Grêmio

Gazeta
Gazeta Esportiva

16 de outubro de 2020 - 16:48 - Atualizado em 16 de outubro de 2020 - 17:30

Rodolpho Toski Marques (PR) não será mais o responsável por comandar o VAR na partida entre São Paulo e Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro, neste sábado. Após uma cobrança por parte da diretoria do Tricolor, a entidade alterou a escala e escolheu Elmo Alves Resende Cunha (GO) como substituto do paranaense.

A mudança aconteceu apenas depois de Raí e Alexandre Pássaro representarem o São Paulo em reunião com Leonardo Gaciba, chefe da Comissão de Arbitragem da CBF, na sede da confederação. A informação foi inicialmente publicada pelo GE.

A revolta do Tricolor se deu por conta da polêmica arbitragem de Rodolpho Toski Marques no jogo contra o Fortaleza no Castelão, pela Copa do Brasil, no meio da semana. Enquanto os mandantes ficaram na bronca pelas expulsões de Felipe Alves e Carlinhos, os comandados de Fernando Diniz ficaram incomodados com o tempo de acrescido na segunda etapa e com a não marcação de um pênalti no último lance.

O São Paulo também se incomodou com o fato de Rafael Traci ser o responsável por apitar o jogo contra o Grêmio. Afinal, foi ele que estava no comando do VAR na derrota do Tricolor para o Galo, em partida marcada pelo polêmico gol anulado de Luciano. No entanto, a CBF manteve o árbitro catarinense para o jogo deste sábado.

Na última quarta-feira, Leonardo Gaciba assumiu que o VAR se equivocou ao anular o gol de Luciano contra o Atlético-MG, quando o placar ainda marcava 0 a 0 no Mineirão.

A provável escalação do São Paulo para este sábado (Arte: Gazeta Esportiva)