Botafogo

Após criticar a Ferj, Autuori é suspenso por 15 dias

Gazeta
Gazeta Esportiva

26 de junho de 2020 - 19:00 - Atualizado em 26 de junho de 2020 - 19:00

Nesta sexta-feira, o técnico do Botafogo, Paulo Autuori, foi suspenso por 15 dias pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro. O comandante foi punido por fazer criticas direcionadas à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro em relação a volta do Campeonato Carioca.

“Isso é uma bandalheira que está acontecendo. A federação chamou os clubes pra tomar decisão deixando Botafogo e Fluminense de lado, convocando reunião na calada da noite, às escondidas. Eu acho que esse campeonato é carta marcada”, disparou.

Revoltado com o retorno em meio a pandemia do coronavírus, o experiente técnico alvinegro revelou ter pedido demissão assim que teve o seu jogo marcado, contudo foi convencido a voltar atrás, para não prejudicar o clube.

“Eu pedi pra sair. Na quarta-feira é que decidi que não ia mais, porque me convenceram que podia prejudicar o Botafogo. Apenas senti o quão difícil poderia ser para eles e eu tive que me sacrificar para não prejudicar. Mas meu objetivo era não dar continuidade. Dizer: não quero participar disso. O que te leva a marcar jogo às 11h da manhã com os times voltando após 90 dias? Eu quero colocar essa questão. Por que o jogo do Botafogo foi marcado para às 11h da manhã? Não pensei em sair. Eu saí mesmo. Fiquei dois dias e quarta à noite em reunião com o comitê gestor que decidi voltar”, contou.

O Botafogo entra em campo neste domingo, contra a Cabofriense. A partida está marcada para o Nilton Santos, mas pode ser transferida caso o estádio seja vetado pela Vigilância Sanitária.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.