Campeonatos

Apesar do empate, Gabigol vive noite histórica pelo Flamengo

Gazeta
Gazeta Esportiva

11 de maio de 2021 - 23:43 - Atualizado em 12 de maio de 2021 - 00:00

Apesar do empate por 2 a 2 com o La Calera no Chile, o atacante Gabigol conseguiu ter uma noite histórica na Libertadores. Ao converter um pênalti no primeiro gol do Flamengo, o atacante se tornou o maior artilheiro do clube na história da Copa Libertadores, com 17 gols.

Com os gols marcados contra a LDU, triunfo por 3 a 2, na semana passada, Gabigol tinha se igualado a Zico com 16 gols. Mas contra o La Calera ele superou o Galinho e agora ninguém tem mais gols que ele com a camisa flamenguista no torneio continental.

Os dois gols mais importantes de Gabigol pelo Flamengo na Copa Libertadores foram em 2019, quando fez os da virada de 2 a 1 sobre o River Plate na decisão daquele ano. A geração dele conquistava a América 28 anos depois de o time de Zico ter conseguido o feito em final contra os chilenos do Cobreloa.

Bruno Henrique chegou aos dez gols no torneio nesta edição e se igualou a Tita como terceiro maior artilheiro do Flamengo no torneio. Ambos são perseguidos por outro jogador do atual elenco, Éverton Ribeiro, com sete gols. Marcelinho Carioca e Tita também somam sete gols.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.