Corinthians

Apesar de chances para garotos, atacantes da base do Corinthians têm pouco espaço

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de abril de 2021 - 07:00 - Atualizado em 27 de abril de 2021 - 07:15

Por conta da maratona de jogos enfrentada pelo Corinthians na temporada de 2021, o técnico Vagner Mancini tem rodado o elenco, dando minutos para alguns jovens jogadores. Na vitória por 2 a 0 sobre o Santos, no último domingo, por exemplo, 10 dos 16 atletas que entraram em campo foram formados pelo clube.

As oportunidades oferecidas permitiram que alguns garotos obtivessem destaque. Na defesa, João Victor, Raul Gustavo e Lucas Piton receberam diversos elogios. Mais à frente, no entanto, as promessas alvinegras tiveram pouco espaço.

Os meias Gabriel Pereira, Vitinho e Adson e os atacantes Cauê e Rodrigo Varanda foram os garotos revelados pelo Timão que atuam mais avançados e participaram do clássico. Dentre os cinco, apenas um foi titular em mais de três ocasiões.

Rodrigo Varanda saiu do banco nos minutos finais do triunfo sobre o Santos, mas começou jogando em todas as outras nove partidas que disputou na temporada. Mesmo sem nunca ter atuado durante os 90 minutos, o camisa 29 é o garoto que mais recebeu chances de Mancini e soma um gol e uma assistência.

Já Cauê foi titular pela terceira vez contra o Peixe. Em outros quatro compromissos do Corinthians pelo Campeonato Paulista, o jogador entrou no decorrer do confronto. Na primeira ocasião que iniciou uma partida, o garoto de 18 anos marcou o gol da vitória sobre o Guarani.

“]

Gabriel Pereira é quem mais entrou em campo como profissional: 18 vezes, sendo oito na atual temporada. O meia-atacante, no entanto, atua durante poucos minutos. No empate sem gols com o River Plater-PAR, pela Copa Sul-Americana, o camisa 38 teve menos de 10 minutos para mostrar seu futebol, mas foi um dos destaques do Timão, podendo fazer sua estreia como titular diante do Santos.

Vitinho também recebeu poucas chances. O jogador, que recentemente renovou contrato com o Alvinegro até junho de 2024, participou de cinco jogos, sendo dois como titular. Acontece que quando saiu do banco, o atleta de 21 anos sempre teve menos de 15 minutos para atuar.

Adson, por fim, é quem menos entrou em campo, entrando no segundo tempo em três oportunidades. No clássico de domingo, o meia-atacante ficou em campo durante cerca de 25 minutos, mais do que em qualquer outra ocasião.

Para efeito de comparação, o elogiado Raul Gustavo foi titular em três jogos na temporada, enquanto João Victor foi em quatro e Lucas Piton em cinco. Os dois zagueiros tem 22 anos. Já o lateral-esquerdo tem 20, mas estreou como profissional em 2019.

Enquanto os garotos mais avançados do Corinthians recebem poucas chances, os que costumam iniciar as partidas têm sido criticados pela torcida. Jô, Léo Natel e Luan, por exemplo, ainda não corresponderam às expectativas, mas foram titulares em pelo menos quatro duelos nesta temporada.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.