Esportes

André Mazzuco elogia Kaio Jorge e desconhece interesse do Santos em Ganso: “Assunto recente”

Gazeta
Gazeta Esportiva

2 de junho de 2021 - 18:00 - Atualizado em 2 de junho de 2021 - 19:00

Andé Mazzuco, novo executivo de futebol do Santos, foi apresentado oficialmente na manhã desta quarta-feira. Entre vários temas abordados, o dirigente falou sobre a atual situação contratual de Kaio Jorge e um possível interesse do clube em Paulo Henrique Ganso.

Em relação ao jovem atacante santista, Mazzuco elogiou o desempenho do Kaio Jorge, mas não adiantou como anda sua renovação contratual.  “Kaio é um menino que o mercado todo do futebol conhece. Está nos ajudando bastante, tem uma característica marcante, é cria da casa. Vai demandar nossa atenção e nós contamos com ele. Precisamos entender o processo e enquanto isso esperamos que ele nos ajude nesse ciclo”, disse em entrevista coletiva.

Em relação ao Ganso, o dirigente disse não conhecer o interesse, por se tratar de um assunto “recente”. “Não tive nenhuma reunião especifica para falar do Ganso. É um atleta que tem uma historia aqui, teve um momento importante com o Diniz, mas não posso responder sobre negociação, preciso me inteirar sobre o assunto primeiramente”.

André também falou sobre os próximos passos do Santos no mercado, reforçando a qualidade dos jogadores que já estão no grupo. “A gente teve algumas reuniões para falar de elenco. O Santos tem atletas bem interessantes e o Diniz gosta de desenvolver os jogadores. Temos que ter cuidado nesse momento para entender nossas necessidades pontuais. O próprio Diniz está fazendo suas análises, vai ser algo em conjunto. Temos um grupo de potencial e dentro disso, ao longo das competições, vamos ajustar o que tem que ser feito”.

Com dificuldades financeiras recentes, o novo executivo falou como o Santos pretende ter mais força no mercado. “O grande ponto é a credibilidade do clube e das pessoas. A partir do momento que o clube volta a ter credibilidade, você começa a ser atrativo de novo e as pessoas entendem isso. Eles topam entrar no processo e isso vale aos atletas. Temos que tratar em paralelo a gestão com os resultados esportivos, estamos trabalhando na recuperação dessa credibilidade”.

Questionado se o momento financeiro do Santos é semelhante ao do Cruzeiro, seu ex-clube, André afirmou que a força das categorias de base é um diferencial do Peixe. “Acho que a situação do Cruzeiro é complicada, justamente pela queda e os anos seguidos na Série B. O Santos vem de um momento de resultados recentes que não foram satisfatórios, de dificuldade financeira, mas ao mesmo tempo é um clube que tem em sua história a facilidade do uso das categorias de base, integração com o profissional. Então é um processo que vem de muitos anos. Temos atletas interessantes, o calendário é importante, temos várias competições e não tenho dúvida que com o trabalho da comissão técnica a gente consegue ter uma eficiência maior nesse cenário limitado financeiro que nós temos”, concluiu.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.