Esportes

Analista de desempenho explica estratégia do São Caetano nas cobranças de pênaltis

Gazeta
Gazeta Esportiva

14 de setembro de 2020 - 18:32 - Atualizado em 14 de setembro de 2020 - 18:45

A classificação do São Caetano para às semifinais da Série A2 do Campeonato Paulista saiu apenas nas decisões por pênaltis. Após vencer o primeiro jogo contra o Monte Azul por 1 a 0, fora de casa, o Azulão perdeu pelo mesmo placar em seu estádio e teve que decidir o seu futuro nas penalidades.

E para se sair melhor nas cobranças, o clube contou com a ajuda do analista de desempenho Murilo Tanganeli, que explicou como é feita a análise dos adversários.

“Tentamos pegar as últimas cobranças, local da batida e se o cobrador é destro ou canhoto. Essa produção de material a gente fala para eles que é apenas para ajudar, pois a decisão na hora do pênalti é sempre com o jogador. Nós só utilizamos esses dados para contribuir na tomada de decisão. A gente prepara esse tipo de trabalho para os pênaltis, mas nunca com a intenção de utilizá-lo. Porém, estamos sempre prontos para essa situação”, detalhou.

E a estratégia deu certo na última sexta-feira, quando o goleiro Luiz Daniel defendeu uma batida do Monte Azul e ajudou o time a seguir na briga por uma vaga na Série A1 do ano que vem.

“Foi feito um trabalho importantíssimo. Eles buscam os batedores, nos dá informações. Foi algo que me ajudou muito e pude ser feliz para fazer aquela defesa”, disse o camisa 1.

Dando um tempo no Campeonato Paulista, o São Caetano agora volta a campo para jogar pela Série D do Brasileiro. Como primeiro compromisso na competição, o Azulão recebe a visita do Caxias no sábado, às 18h (de Brasília), no Anacleto Campanella.