Esportes

América-MG bate Brasil de Pelotas, amplia boa fase e fica perto do G4 da Série B

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 25 de setembro de 2019 - 00:00

O América-MG recebeu o Brasil de Pelotas, nesta terça-feira à noite, venceu por 2 a 0 e entrou definitivamente na luta pelo acesso na Série B do Campeonato Brasileiro ao chegar ao 12.º jogo de invencibilidade. O duelo, válido pela 24.ª rodada, foi disputado no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Com o resultado, os donos da casa subiram para a oitava posição, com 35 pontos, mesma pontuação do Cuiabá, sétimo. Botafogo-SP e Operário-PR empataram no começo da noite e ficaram com 36, logo à frente. E a distância da equipe mineira para o CRB, quarto colocado, que em outro duelo da noite empatou por 2 a 2 com o Vila Nova, agora é de apenas dois pontos.

O Brasil de Pelotas, por outro lado, ficou no meio da tabela de classificação, com 29 pontos, mas segue sem conseguir se distanciar da zona de rebaixamento, hoje aberta pelo Vila Nova, 17º colocado, com 25.

O jogo deste meio de semana ficou marcado pelo abafa feito pelo dono da casa desde o momento que o árbitro Jefferson Ferreira de Moraes (GO) assinalou o início da partida. Prova disso é que Matheusinho, antes de o relógio completar a primeira volta, foi derrubado dentro da área pelo goleiro Carlos Eduardo.

O goleiro, que tomou apenas o amarelo, já que o árbitro entendeu que ele não teve a intenção de derrubar o meia-atacante, se recuperou. O atacante Júnior Viçosa foi para a cobrança e bateu à meia altura, no canto esquerdo, mas o chute acabou defendido.

Apesar disso, os americanos não diminuíram o ímpeto e abriram o placar aos 14 minutos. João Paulo bateu falta e exigiu bela defesa de Carlos Eduardo. No rebote, Júnior Viçosa só completou para o fundo das redes.

O América seguiu pressionando e aumentou a vantagem aos 26, com Matheusinho. Ele tabelou com Júnior Viçosa, que devolveu na cara do gol. O jovem bateu de chapa, de primeira, e acertou o cantinho esquerdo, sem qualquer chance de defesa. O Brasil não apresentou resistência às ações e sequer ameaçou Airton, o goleiro mandante.

No segundo tempo, o cenário seguiu o mesmo, com o time mineiro pressionando. Logo aos cinco minutos, João Paulo colocou na área e Júnior Viçosa conseguiu fazer o desvio de cabeça, mas mandou para fora.

Depois de não aparecer na primeira metade da partida, o Brasil conseguiu sujar o uniforme do goleiro americano. Diogo Oliveira arriscou da intermediária, mas Airton estava atento e anotou bela defesa. Aos 32, João Paulo bateu falta de longa distância e levou perigo, tirando tinta da trave.

No fim, já aos 41, quando a vitória americana parecia consolidada, Matheusinho limpou a marcação após cruzamento e exigiu boa defesa de Carlos Eduardo.

O Brasil de Pelotas volta a campo já na sexta-feira, às 20h30, quando recebe o Guarani, no Estádio Bento Freitas, em Pelotas. No dia seguinte, às 16h30, o América Mineiro visita o Coritiba, em Curitiba, no Couto Pereira.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 2 X 0 BRASIL DE PELOTAS

AMÉRICA-MG – Airton; Leandro Silva, Pedrão, Lucas Kal e João Paulo; Willian Maranhão, Juninho, Flávio, Diego Ferreira (Neto Berola depois Felipe Azevedo) e Matheusinho; Júnior Viçosa (França). Técnico: Felipe Conceição.

BRASIL DE PELOTAS – Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Bruno Aguiar, Leandro Camilo e Willian Formiga (Carlos Jatobá); Leandro Leite (Cristian), Eduardo Person, Diogo Oliveira e Murilo Rangel; Rodrigo Alves (Juba) e Guilherme Queiroz. Técnico: Bolívar.

GOLS – Júnior Viçosa, aos 14, e Matheusinho, aos 26 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Jefferson Ferreira de Moraes (GO).

CARTÕES AMARELOS – Willian Maranhão (América); Carlos Eduardo, Murilo Rangel, Eduardo Person e Leandro Leite(Brasil).

RENDA R$ 19.598,00.

PÚBLICO – 3.374 presentes.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.