Guilherme
Guilherme Becker / Editor

17 de outubro de 2019 - 00:00

Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:12

Esportes

Com curitibana, Brasil define representantes do vôlei de praia em Tóquio

Ágatha estará disputando os jogos ao lado de Duda

Foram anunciadas nesta quarta-feira (16) pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) as quatro duplas que representarão o Brasil na disputa do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio. Entre os homens os representantes brasileiros serão Evandro/Bruno Schmidt e Alison/Álvaro Filho e na competição feminina serão Ágatha/Duda e Ana Patrícia/Rebecca.

Calendário 2019/2020

As duplas foram definidas após a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) divulgar nesta quarta o calendário da temporada 2019/2020 do Circuito Mundial.

Segundo o calendário, só haverá mais uma etapa do circuito mundial válida pela disputa antes do final da janela de classificação para os Jogos de Tóquio (a de Chetumal, no México, que acontece em novembro). O período de classificação começou em fevereiro de 2019 e vai até fevereiro de 2020.

Desta forma não há possibilidade de outras duplas alcançarem, na corrida pela vaga olímpica, as quatro equipes que foram anunciadas hoje pela CBV como representantes do Brasil em Tóquio 2020.

agatha volei de praia

Ágatha será a única paranaense no vôlei de praia (FOTO: REPRODUÇÃO/ INSTAGRAM)

Experiência em Jogos

Entre os oitos atletas que representarão o Brasil nos Jogos de Tóquio quatro já estiveram em outras edições do evento. Alison é um veterano olímpico, com três participações nas quais conquistou uma prata, nos Jogos de 2012 em Londres (ao lado de Emanuel), e um ouro, em 2016 no Rio de Janeiro (fazendo dupla com Bruno Schmidt).

Além disso, Evandro e Ágatha também estiveram nos jogos cariocas. Ela conseguiu uma medalha ao lado de Bárbara Seixas.

Já Álvaro Filho, Ana Patrícia, Duda e Rebecca disputarão pela primeira vez uma edição dos Jogos Olímpicos.

Curitibana vai em busca de segunda medalha olímpica

Ágatha Bednarczuk Rippel, de 36 anos, estará novamente nos jogos olímpicos defendendo as cores do Paraná. Em 2016, no jogos do Rio, a curitibana fez bonito ao lado de Bárbara Seixas e garantiu a prata.

No ano que vem, Ágatha terá a chance de tentar subir mais um degrau no pódio.