Esportes

Ágatha e Duda destacam alegria em voltar a jogar e elogiam protocolos de saúde do vôlei de praia

Gazeta
Gazeta Esportiva

30 de setembro de 2020 - 09:00 - Atualizado em 30 de setembro de 2020 - 09:15

Depois de seis meses paralisadas por conta da pandemia da covid-19, Ágatha e Duda já estão se acostumando a nova rotina do vôlei de praia. Desde que retornaram aos treinos, em julho, a dupla já disputou dois torneios, sendo um internacional e outro nacional.

E a retomada foi com o pé direito. No primeiro campeonato, que foi realizado no início de setembro, na Holanda, elas se consagraram campeãs do King of the Court 2020, batendo as donas da casa na decisão. Já no Circuito Nacional de Vôlei de Praia, que está sendo disputado em Saquarema, no Rio de Janeiro, a dupla ficou com a medalha de prata na 1ª etapa.

Ver essa foto no Instagram

Segundo Lugar 🥈 Depois de um jogo super disputado contra Ana Patricia e Rebecca, ficamos com a medalha de prata 🥈na volta do Circuito Brasileiro. Voltaremos a jogar 🔥💥💪 entre os dias 15 e 18 de Outubro também em Saquarema. Esperamos a torcida de todos vocês 👊🙌😍 . . . . #timezinzane #timenissan #timepetrobras #timeagathaeduda #marinhadobrasil #redbull #oakley #oakleybrasil #Polar #polarBrasil #exercitobrasileiro #cbv #BBnosesportes #bancodobrasil #torcidaBrasil #decathlon #bolsapodio #juntossomosmaisfortes #teaminnovasaude #mundoriosporting #somostimebrasil #copaya #thaluesportes #prefeituradesaocritovao #diosportbr @zinzaneoficial @oakleybr @minesporte @timebrasil @bancodobrasil @decathlon @copaya_decathlon @institutoevokar @decathlonbrasil @innovasaude @institutoevokar @petrobras @narsp @nissanbrasil @geracaoolimpicapr @marinhaoficial @polarbrasil @polarglobal @naomaispelocopacabana @prefeituradeparanagua @sesporpgua @thalu_esportes @cde.brasil @prefsaocristovao @diosport_brasil

Uma publicação compartilhada por Ágatha e Duda (@timeagathaeduda) em

“Os dois torneios que nós jogamos tiveram protocolos bem rígidos, principalmente aqui no Brasil. Na Holanda foi difícil poder jogar, a gente soube muito em cima da hora que nós iriamos poder jogar, porque a gente precisava da liberação do país e ela saiu alguns dias antes de começar o torneio. Mas foi tranquilo, foi montada uma bolha, eles fizeram uma arena diferente, teve até público, que ficou em uma espécie de camarote”, afirmou Ágatha em coletiva promovida pela Nissan do Brasil.

“Em Saquarema eles conseguiram fazer uma bolha ainda mais forte. Fizemos testes ao entrar, só ficava lá quem testou negativo. Foi bem legal voltar a jogar. Não tinha público, foi um pouco estranho, a gente está tão acostumado, é uma energia muito boa, então isso foi um pouco diferente, mas estamos muito felizes em voltar”, completou.

Além das mudanças externas, as alterações dentro de quadra também chamaram à atenção das atletas do Time NIssan.

“Tinha muito cumprimento, toda vez que mudávamos o lado da quadra, antes de iniciar o jogo, e agora não tem mais. A Ágatha, que é a capitã, quando vai conversar com o árbitro fica muito mais distante agora. A bola também toda hora é limpa com álcool. Já entre nós não teve diferença, porque nós vivemos juntas, treinando todos os dias, e fazemos testes sempre, então não tem problema”, contou Duda.

Agora, a dupla mira as Olimpíadas de Tóquio. Já classificadas para os Jogos de 2021, elas buscam agora aperfeiçoar as jogadas nas competições preparatórias que estão por vir.

“Ainda temos as etapas do brasileiro para jogar neste ano, temos quatro torneios. O próximo vai ser novamente nessa bolha em Saquarema e os outros três nós ainda não sabemos como vai ser, se vai vai voltar ao normal ou não. No ano que vem já é outra história, ainda via sair um calendário internacional, ainda não temos certeza de nada, mas claro, em janeiro inicia a preparação para Tóquio”, finalizou Ágatha.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.