Bastidores

Afastado da presidência, Caboclo faz críticas a Del Nero: “Quer voltar ao comando da CBF”

Gazeta
Gazeta Esportiva

18 de junho de 2021 - 18:51 - Atualizado em 18 de junho de 2021 - 19:15

Após a acusação de assédio e o afastamento da presidência da CBF, Rogério Caboclo fez críticas nesta sexta-feira a Marco Polo Del Nero, ex-mandatário da federação. Em nota enviada ao globoesporte.com, ele declarou que Del Nero possui um “plano arquitetado” para tirá-lo do posto de presidente e voltar a comandar a instituição.

“O presidente da CBF, Rogério Caboclo, vem recebendo o apoio cada vez maior de presidentes de federações e clubes para o seu retorno ao cargo, na medida em que fica claro o plano arquitetado por Marco Polo Del Nero, ex-presidente da CBF, banido do futebol e investigado pela Justiça, que quer tirá-lo da Presidência para voltar a comandá-la através do seu maior aliado entre os vice-presidentes, até o final do atual mandato”, afirmou Caboclo.

Caboclo afirmou que Del Nero deseja voltar ao comando da CBF

Del Nero, que foi padrinho político do próprio Caboclo, respondeu ao ataque do dirigente. “Só com mente perversa alguém pretende querer denegrir quem sempre lhe fez bem. Creio que ele deve procurar a quem lhe denunciou sobre o assédio e entender o caráter ilícito do fato, para tirar conclusões racionais”, declarou o ex-presidente, ao ser procurado pela reportagem.

Marco Polo Del Nero está banido de todas as atividades relacionadas ao futebol desde abril de 2018. Ele foi punido pela Fifa após ser acusado de suborno e corrupção.

Já Rogério Caboclo busca retornar à presidência da CBF após cumprir seu período de 30 dias de afastamento. O mandatário foi acusado de assédio moral e sexual por uma funcionária da federação.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.