Esportes

Advogados de Robinho emitem nota: “Há provas suficientes da inocência”

Confira a nota emitida pela defensoria do jogador

Gazeta
Gazeta Esportiva
Advogados de Robinho emitem nota: “Há provas suficientes da inocência”
Contratação de Robinho, condenado por estupro, segue dando o que falar (Foto: Reprodução/Santos FC)

16 de outubro de 2020 - 15:30 - Atualizado em 16 de outubro de 2020 - 16:08

Marisa Alija Ramos e Luciano Santoro, advogados de Robinho, emitiram uma nota oficial após a divulgação de conversas de Robinho por meio de gravações e interceptações telefônicas.

O jogador admitiu participação em ato que culminou na acusação de uma mulher albanesa sobre violência sexual coletiva em 2013. A condenação a nove anos de prisão ocorreu em 2017. Robinho nega o sexo sem consentimento e se defende em liberdade. A análise do processo em segunda instância ocorrerá em dezembro.

De acordo com os advogados, há provas suficientes para a inocência não divulgadas na matéria do GE.

“1. O jogador reitera que não cometeu o crime do qual é acusado e que sempre que se relacionou sexualmente foi de maneira consentida;

2. Taxativamente não houve violência sexual tampouco admissão de culpa nas interceptações telefônicas, o que fica claro quando analisadas na integralidade e no contexto correto;

3. Por se tratar de processo sigiloso e ainda em curso, estamos impedidos de falar sobre o mérito das acusações. Entretanto, sobre a divulgação em si, deve ser esclarecido que há nos autos provas suficientes da inocência de Robinho – as quais infelizmente não foram divulgadas na matéria – e outras que ainda serão apresentadas à Justiça italiana, que certamente levarão à sua absolvição. Há diversas conversas interceptadas que não foram corretamente traduzidas para o idioma italiano, o que levou ao equívoco de interpretação.

4. Confiamos plenamente na Justiça italiana, no sucesso do recurso defensivo e na reforma da decisão, conscientes de que a submissão do feito às instâncias superiores permite justamente evitar erros judiciários e condenações injustas.

5. Por fim, Robinho agradece o apoio da torcida do Santos Futebol Clube e, como pai de família e atleta, faz questão de ressaltar que repudia todas as formas de violência”, diz a nota oficial.

Patrocinadores pressionam o Santos pela rescisão do contrato de Robinho, válido até fevereiro. O Peixe ainda não se posicionou nesta sexta.