Bastidores

Adversário do Tricolor na Libertadores já foi usado como “ponte” por empresário

Gazeta
Gazeta Esportiva

10 de abril de 2021 - 08:00 - Atualizado em 10 de abril de 2021 - 08:30

O São Paulo terá o Club Atlético Rentistas como um de seus adversários no Grupo E da Copa Libertadores. O modesto time uruguaio tem pouca história no continente sul-americano, mas já foi usado por um influente empresário como “ponte” para seus jogadores serem transferidos.

Nomes como Hulk, hoje no Atlético-MG, e Walter, do Vitória, que se transferiram para o Porto há alguns anos, foram negociados como atletas do Rentistas sem nunca terem vestido a camisa do clube.

Jogadores que passaram pelo São Paulo, como o zagueiro Alex Silva, Thiago Carleto e Thiago Ribeiro são outros casos do esquema montado pelo empresário de futebol uruguaio Juan Figer.

A prática, inclusive, foi investigada pela Fifa em 2012. Cerca de 56 milhões de euros teriam sido arrecadados por Juan Figer nessas transações.

Geralmente, o atleta era emprestado a um clube e ao ser negociado em definitivo, o Rentistas recebia o dinheiro através de uma empresa chamada Lamico, que também pertencia a Juan Figer.

Os anos passaram e o Rentistas conseguiu a tão sonhada vaga na Libertadores da América.  A ver como um time até então usado para transações de empresários poderosos se comportará na principal competição de clubes do continente sul-americano.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.