Esportes

Abner Teixeira comemora classificação no boxe: “Foi uma luta dura”

Gazeta
Gazeta Esportiva

30 de julho de 2021 - 10:26 - Atualizado em 30 de julho de 2021 - 11:00

Nesta sexta-feira, Abner Teixeira venceu o jordaniano Hussein Ashaish no boxe por decisão dos juízes após três rounds. Com isso, o brasileiro avançou para a semifinal e garantiu, no mínimo, a medalha de bronze nos Jogos de Tóquio.

Abner comemorou o resultado, dizendo que foi uma luta dura, e ressaltou as dificuldades que teve de enfrentar em sua trajetória.

“Eu sabia que tinha que ir para o tudo ou nada. Eu também cansei, mas sabia que não podia parar. Foi um alivio quando acabou, pois foi uma luta dura. Meu foco estava total na luta, eu ouvia um pouco as instruções do meu técnico. É muito importante ter apoio, eu vim de um projeto social e quero que isso sirva de inspiração para as pessoas. Eu comecei e não tinha apoio, não tinha nada, mas eu tive boas pessoas na minha vida que me guiaram. Eu não fiz nada sozinho. Teve sofrimento, teve luta, mas também tive boas pessoas ao meu lado que me guiaram e ajudaram a colocar essa escada para que eu pudesse subir”, afirmou.

O boxeador brasileiro analisou a luta e explicou a estratégia para sair vencedor do duelo.

“Primeiro round o cara veio que nem um trator para cima de mim. A gente sabia que ele iria fazer isso, mas mesmo assim eu não esperei. No segundo round eu senti que ele estava sentindo o corpo. Os ups que eu dava na cabeça estavam entrando, e isso vai drenando o adversário. Então o segundo foi bom para desiquilibrar e no terceiro eu sabia que teria que detonar, a medalha olímpica estava em jogo. Foi guerra. Chegou uma hora em que ele estava cansado, e ai foi só continuar batendo no mesmo lugar, incomodando e mostrando que eu estava ali”, explicou.

Por fim, Abner ressaltou que ainda tem a disputa pela medalha de ouro e agradeceu aos seus familiares pelo apoio.

“Não estou tranquilo por que já tenho uma medalha. Ainda estou na guerra. Só quando acabar, quando eu estiver no pódio, se deus quiser com a medalha de ouro. Meus pais sempre me apoiaram em tudo que eu quis fazer na vida. Eu já fiz atletismo, basquete, futebol, já fiz tudo, e mesmo perdendo ou ganhando, eles sempre estiveram lá para mim. Sempre torcendo, dizendo para eu continuar”, ressaltou.

Abner Teixeira vai disputar a semifinal do boxe na próxima terça-feira, contra o cubano Julio la Cruz.