Campeonato Paulista

Abel valoriza chances oferecidas no Paulista e prefere ver “copo meio cheio” após vice

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de maio de 2021 - 06:00 - Atualizado em 24 de maio de 2021 - 06:15

O técnico Abel Ferreira terminou com o vice em seu primeiro Campeonato Paulista. Após a derrota contra o São Paulo, sofrida no Estádio do Morumbi durante a tarde de domingo, o português procurou valorizar as chances oferecidas aos atletas no torneio e citou o “copo meio cheio” depois de uma nova derrota em decisão.

“Esse foi um campeonato de todos para todos. Não foi o campeonato dos titulares, dos reservas ou do sub-20. Jogaram Vinicius, Jailson, Weverton, Michel… É só ver a quantidade de jogadores que utilizamos e valorizar tudo isso. Tenho grande orgulho do que nós, como equipe técnica, fizemos, dos jogadores e do nosso percurso”, disse.

“Em determinada altura, estava perdido, mas é preciso acreditar. Com todo mérito, sabedoria e competência, chegamos à final. E temos que aceitar que, nesses dois jogos, nosso adversário foi mais competente, mais eficaz e muito feliz”, prosseguiu Abel, destacando triunfos fora de casa sobre Red Bull Bragantino e Corinthians.

Ganhador da Libertadores e da Copa do Brasil, Abel Ferreira terminou como vice da Supercopa, da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Paulista. Ao falar sobre a nova derrota em decisão, o técnico português procurou valorizar o caminho percorrido por seu time até as finais.

“Isso é como olhar para o copo meio cheio. Eu prefiro chegar às finais e ganhá-las, mas prefiro chegar às finais. Porque, para chegar, é preciso trabalhar, ter competência e uma equipe focada. Temos estado em todas as finais. Quem quiser valorizar, valoriza. Quem quiser criticar, porque perdemos, pode criticar”, disse.

“Minha vida é feita assim. Sei que, às vezes, vocês me conhecem dentro das quatro linhas. Dentro de campo, o negócio é competir para ganhar. Fora de campo, é outro. Portanto, quero dizer uma coisa para quem está em casa: Umas vezes chorei, outras vezes perdi, mas mil emoções eu vivi”, finalizou Abel, inspirado pelo cantor Roberto Carlos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.