Esportes

Abel reclama de “calendário caótico” e cita o CRB ao falar sobre a importância de ter pés no chão

Gazeta
Gazeta Esportiva

7 de julho de 2021 - 21:57 - Atualizado em 7 de julho de 2021 - 22:00

Nesta quarta-feira, o Palmeiras derrotou o Grêmio por 2 a 0 e assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro, aproveitando o tropeço do Red Bull Bragantino. Após a partida, Abel Ferreira avaliou positivamente o desempenho do time, que dominou o primeiro tempo e poderia ter saído de campo com um placar ainda maior.

“Foi um bom jogo, tivemos uma entrada forte no jogo. Penso que o Palmeiras fez um jogo consistente em sua globalidade, nos quatro momentos do jogo: quando tínhamos que sair e propor o jogo, quando tivemos que defender, quando tivemos que contra-atacar e quando tivemos que matar os contra-ataques do adversário. Esse jogo só peca por não termos feito mais gols”, afirmou o treinador.

Gustavo Gómez e Viña retornaram da Copa América e foram titulares na partida desta quarta. Abel utilizou o exemplo da utilização dos estrangeiros para criticar o “caótico” calendário brasileiro.

“Quando falamos de Copa América, falamos de uma organização top. Portanto, na Copa América, eles têm pelo menos três dias para poder recuperar. Se nós falarmos do Gómez, ele recuperou muito mais do que nós, que jogamos no Recife. Nós tivemos dois dias, o Gómez teve cinco. Jogou e foi expulso”, disse Abel.

“Portanto, o Gómez estava muito mais fresco do que qualquer outro jogador que estava no Recife. É isso que eu debato, e vão me ouvir enquanto for treinador do Palmeiras. Ainda hoje, perdi mais dois jogadores por lesão, por culpa do calendário caótico que temos. Temos que dar, no mínimo, três dias de intervalo, e nós não fazemos isso”, completou.

Por fim, Abel comentou sobre o trabalho psicológico que fará para que os jogadores tenham pés no chão, considerando o tamanho do campeonato. O treinador falou sobre a importância da eliminação na Copa do Brasil para o restante da temporada.

“É só nos lembrarmos do CRB, para percebermos que precisamos estar sempre alertas. Foi isso que disse aos meus jogadores no intervalo. Estamos a ganhar por 2 a 0, poderia estar 4 ou 5 no intervalo, mas não conseguimos matar o jogo. Temos que estar alertas, porque, se o adversário faz 2 a 1, o jogo muda. É aqui, na China, na Inglaterra, na Espanha, tudo igual”, pontuou Abel.

“É lembrar como começamos a temporada, como perdemos o Paulistão. É isso que nós queremos, ou queremos respeitar todos os adversários, ter disciplina no nosso trabalho, ter rigor e comprometimento com a equipe e ter trabalho duro. E fazer de forma consistente, que é o mais difícil. Em todos os dias, todos os jogos e todos os treinos, só os melhores conseguem fazer”, finalizou.

Com o resultado, o Palmeiras foi aos 22 pontos, na liderança do Brasileiro. Na próxima rodada, a equipe tem pela frente o clássico contra o Santos, no sábado, às 16h30, no Allianz Parque.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.