Esportes

Abel explica como anulou os pontos fortes do Santos para dar o título ao Palmeiras

Gazeta
Gazeta Esportiva

31 de janeiro de 2021 - 08:00 - Atualizado em 31 de janeiro de 2021 - 19:00

O Palmeiras foi eficiente para vencer o Santos por 1 a 0, com gol de Breno Lopes nos acréscimos, e erguer o bicampeonato da Libertadores da América.

E o clássico começou bem antes para o Verdão. A comissão técnica de Abel Ferreira analisou o Peixe e buscou formas de anular seus pontos fortes.

“Normalmente jogamos com três médios (meio-campistas) em linha. Hoje adiantamos o (Raphael) Veiga. E a missão de Danilo e Zé sem bola era cobrir o 1 a 1 do Soteldo e Marinho. E foram exímios. Eles (Santos) vivem muito das ações individuais desses dois jogadores. Tínhamos que anular a construção da saída de três (na defesa, com Lucas Veríssimo, Luan Peres e Alison) e fazer bem as coberturas interiores com Danilo e Zé, atentos aos movimentos dos laterais do Santos para dentro e para fora. Tínhamos que anular essas duas coisas”, disse Abel.

“Santos começou mais solto, leve, com mais dinâmica, mas depois melhoramos, conseguimos o emocional. Tiveram muita posse de bola (60%), mas em U, sem agredir muito e sem entrar na nossa defesa”, completou.

Em um jogo nervoso e com poucas chances, o Palmeiras acreditou até o fim e marcou aos 53 minutos do segundo tempo com Breno.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.