Esportes

Abel dedica vitória a Ramires e analisa postura do Palmeiras contra o Athletico-PR

Gazeta
Gazeta Esportiva

28 de novembro de 2020 - 18:53 - Atualizado em 29 de novembro de 2020 - 00:00

O Palmeiras fez uma boa partida contra o Athletico-PR, neste sábado, e de maneira soberana venceu por 3 a 0. Depois da partida, o técnico Abel Ferreira dedicou o resultado ao volante Ramires, que rescindiu o contrato com o clube na sexta-feira.

“Não sei o que o Ramires fez, mas eu sei que, enquanto equipe, prometemos que tínhamos que ganhar esse jogo e dedicar ao Ramires. Esse jogo é inteirinho para o homem Ramires. Infelizmente temos uma droga hoje chamada redes sociais. E nós julgamos as pessoas sem nem as conhecermos”, iniciou o treinador.

Na sequência, Abel Ferreira continuou a elogiar o jogador e ainda revelou que, mesmo com a decisão tomada, Ramires disputou as partidas contra Ceará e Delfín para atender um pedido seu, pelo número alto de desfalques do Verdão na posição.

“Ele é um ser humano fantástico, que passou por um período ruim da carreira aqui no Palmeiras. Mas desde a minha chegada, ele ajudou muito a nossa equipe. Ele só fez esses dois jogos porque eu pedi, porque a equipe precisava. Foi uma decisão que já estava tomada entre ele e o clube. Foi uma decisão dele e eu respeito. Foi um jogador que eu joguei contra, e é um jogador que tem uma carreira extraordinária. Estamos falando de um jogador que tem 33 anos. E temos aqui o nosso capitão (Felipe Melo), que tem 37 e vai continuar ajudar. Por decisão do homem Ramires, porque o acordo que ele aceitou aqui é de homem. Essa vitória inteira é para o homem Ramires, uma pessoa que eu admirava enquanto jogador e desde que cheguei admiro enquanto treinador”, declarou.

Também na entrevista coletiva depois da partida, Abel ferreira analisou a postura de muita intensidade do Palmeiras contra o Athletico-PR. A equipe Alviverde deu poucos espaços para o adversário, com pressão alta e bem encaixada, o que viabilizou a vitória de maneira tranquila.

“Todas as escolhas são feitas em função da análise do adversário e de acordo com a características dos nossos jogadores. Temos um adversário que nos cria um constrangimento, que também tem méritos e qualidade. E no futebol, não há sistemas perfeitos, e todas elas ganham e perdem. Hoje, sabíamos que eles gostavam de atrair o adversário para sair curto e explorar as costas. Sabemos que daríamos esse espaço, mas temos uma linha defensiva que sabe controlar a profundidade. Portanto, foi uma decisão estratégica. Hoje ocorreu bem e ganhamos. Se no futuro, quando fizermos isso e não correr bem, é porque temos adversários que procuram nos incomodar. Mas os jogadores estiveram muito bem nesse papel hoje”, analisou.

Com a vitória neste sábado, o Palmeiras chegou a 37 pontos e assumiu, ao menos momentaneamente, a quarta colocação. A distância para o líder Atlético-MG, que tem um jogo a mais, é de cinco pontos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.