Esportes

Abel abraça o elenco do Palmeiras: “Defendo os meus jogadores até a morte”

Gazeta
Gazeta Esportiva

17 de junho de 2021 - 07:00 - Atualizado em 17 de junho de 2021 - 07:30

Nesta quarta-feira, o Palmeiras foi ao Rio Grande do Sul e derrotou o Juventude por 3 a 0, em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Depois da partida, Abel Ferreira deu uma longa resposta sobre o aproveitamento dos jogadores do elenco, blindando e exaltando os seus atletas.

Primeiro, o técnico do Verdão destacou a importância de manter os jovens jogadores centrados, principalmente após a conquista de importantes títulos na temporada passada.

“Tenho que dar aqui parabéns, sobretudo, aos jogadores que tinham sido menos utilizados e que têm aproveitado as oportunidades que o treinador lhes tem dado. Quando nós ganhamos a Libertadores e a Copa do Brasil com muitos meninos, eu nunca sei qual será a atitude deles no próximo ano. Se vão estar com os mesmos ouvidos e com a mesma humildade que tinham antes, ou se vão estar com a cabeça a pensar em outra coisa”, afirmou Abel.

“Nós queremos que eles continuem humildes e pensem que não ganharam nada até agora. Porque nós ganhamos a Libertadores e a Copa do Brasil, mas ninguém quer saber. Hoje, ganhamos e somos os melhores. Amanhã, perdemos e somos todos uma porcaria. Nós não podemos viver assim. Temos que ser os primeiros a acreditar em nós próprios”, completou.

Na sequência, o treinador do Palmeiras não poupou elogios ao seu grupo de comandados, abraçando o elenco e assumindo a responsabilidade como técnico.

“Eu não quero saber o que é que dizem da minha equipe, o que quero saber é como eu trabalho no CT, como os meus jogadores trabalham no CT, como eles acreditam neles. O Scarpa, o Zé, o Veiga… São os nossos jogadores, e os meus jogadores são os melhores do mundo. São os meus jogadores! Não são os outros, são os meus”, disse Abel.

“O meu carro, que é o que me traz todo dia de casa para o CT, é o melhor carro do mundo. Sabe por que? Porque é o meu carro. Os meus filhos são os melhores filhos do mundo. Sabe por que? Porque são os meus filhos. E minha mãe e meu pai são os melhores pais do mundo. Sabe por que? Porque são os meus pais. Para fora, defendo os meus jogadores até a morte. Lá dentro, faço o que tiver que fazer para torná-los melhores jogadores. É assim que eu funciono”, finalizou.

Com o resultado desta quarta, o Palmeiras foi a sete pontos, na quinta colocação do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, o time enfrenta o América-MG, no Allianz Parque, às 11h.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.