Esportes

À espera de investigação sobre caso Dudu, Palmeiras se diz contra violência

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de junho de 2020 - 17:20 - Atualizado em 24 de junho de 2020 - 00:00

O atacante Dudu foi acusado de agressão pela ex-esposa Mallu Ohanna na última segunda-feira, versão negada pelo jogador. Por meio de comunicado elaborado nesta terça, o Palmeiras avisou que aguardará pelo desfecho do caso, mas já marcou posição contra a violência.

“O Palmeiras irá acompanhar o assunto e as conclusões das investigações pelas autoridades competentes para que, no devido momento, e se necessário, venha a se posicionar novamente sobre o ocorrido. Até agora, não há conhecimento sobre todos elementos relativos à denúncia. Aproveitamos para reafirmar nosso posicionamento contrário a qualquer ato que atente contra a dignidade humana, incluindo violência e injustiça”, diz a nota.

Mallu exibe foto em maca de hospital (Imagem: Reprodução/Instagram)

De acordo com informações publicadas pelo jornalista Léo Dias, Dudu agrediu Mallu Ohanna com socos na cabeça e na região peitoral, além de puxões de cabelo. Ela registrou Boletim de Ocorrência na Quarta Delegacia Seccional de Polícia e procurou pela emergência do Hospital Albert Einstein, segundo o colunista.

Dudu e Mallu Ohanna tiveram 11 anos de relacionamento e são pais de dois filhos. Em live transmitida por meio do Instagram nesta terça-feira, a ex-esposa do jogador do Palmeiras relatou que as agressões são recorrentes e mostrou foto em maca de hospital.

Com contrato até o final de 2023, Dudu é o principal jogador do elenco do Palmeiras. Responsável por 70 gols em 305 partidas pelo clube, o atacante participou como protagonista dos títulos da Copa do Brasil 2015 e das edições de 2016 e 2018 do Campeonato Brasileiro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.