Atletismo

17 treinadores de atletismo são convocados para os Jogos Olímpicos de Tóquio

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de julho de 2021 - 12:28 - Atualizado em 9 de julho de 2021 - 13:00

Convocados oficialmente pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), 17 treinadores farão parte da equipe na Olimpíada. De acordo com o presidente do Conselho de Administração, Wlamir Motta Campos, a CBAt respeitou a meritocracia e a escolha foi com base na quantidade de credenciais disponibilizadas pelo Comitê Olímpico do Brasil, além do número de atletas que cada treinador possui, posição do atleta no World Ranking 2021, documentação formal de credenciamento e exames médicos solicitados.

O programa olímpico de atletismo será realizado de 29 de julho a 8 de agosto. Os treinadores ficarão divididos em Tóquio (11), Sapporo (3), sede da maratona e da marcha atlética, e Saitama (3), base do atletismo até a reta final da preparação. O Chefe de Equipe será Cláudio Castilho, diretor Executivo da CBAt, e o treinador-chefe é Carlos Alberto Cavalheiro (COB/CBAt).

A presença do treinador pessoal não será permitida por conta da Covid-19. Os treinadores convocados são Vitaly Petrov, Justo Navarro, Felipe de Siqueira, Katsuhico Nakaya, Evandro Lazari, José Haroldo Loureiro Gomes, o Arataca, Neilton Moura, Henrique Camargo Martins, Edemar Alves dos Santos e João Paulo Alves da Cunha. O médico é André Guerreiro e o fisioterapeuta Vitor Stefanini.

Nova convocação

Após Lucas da Siva Carvalho (FECAM-PR) ser dispensado, a CBAt anunciou a convocação do piauiense João Henrique Falcão Cabral (CT Maranhão-MA).

Portanto, Anderson Henriques e Pedro Luiz Burmann (ambos da AABLU-SC) devem ser os titulares do grupo, que tem ainda Tiffani Marinho (Orcampi-SP), Tabata de Carvalho (AA Maringá-PR) e Geisa Coutinho (CT Maranhão-MA).

João Falcão, que era o próximo no ranking dos 400m, passa a ser o 54º integrante da equipe olímpica brasileira. O atleta treinado por Antônio Nilson de Sousa participou este ano do Camping Internacional, realizado entre março e abril em Chula Vista, e disputou o Campeonato Mundial de Revezamentos de Silésia no início de maio, quando o 4x400m misto brasileiro ganhou a medalha de prata.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.