Publieditoriais

Intercâmbio amplia horizontes de estudantes do Paraná

Primeira edição do programa Ganhando o Mundo levará 100 alunos para o Canadá

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Intercâmbio amplia horizontes de estudantes do Paraná

21 de dezembro de 2021 - 16:34 - Atualizado em 21 de dezembro de 2021 - 16:34

Estudar amplia cada vez mais os horizontes. Mas você já imaginou cruzar literalmente fronteiras para ganhar mais conhecimento? Essa é a oportunidade que o programa de intercâmbio Ganhando o Mundo, do governo do estado do Paraná, proporciona aos participantes. Em fevereiro de 2022, 100 alunos do Ensino Médio da rede pública de ensino embarcam para um período de estudos no Canadá. A viagem estava programada para o segundo semestre de 2021, mas teve a data alterada por causa da pandemia. 

O programa Ganhando o Mundo foi criado para oferecer aos alunos formação acadêmica em instituições de ensino estrangeiras que oferecem curso equivalente ao Ensino Médio no Brasil. Entre os objetivos estão ampliar o repertório cultural e acadêmico, permitir a vivência e experiência na realidade de outros países, consolidar uma rede de jovens líderes que atuarão nas escolas da rede pública de ensino do Paraná e potencializar o desenvolvimento da autonomia, bem como aperfeiçoar o aprendizado do Inglês. 

Participaram do processo seletivo estudantes matriculados no 9° ano do Ensino Fundamental em 2020, e que em 2021 ingressaram no Ensino Médio. A seleção dos intercambistas levou em conta a média de notas maior ou igual a sete (7,0) e a frequência maior ou igual a 85%. 

A primeira das duas etapas selecionou o melhor estudante de cada município do Paraná, chegando a 399 classificados. Na segunda etapa, foram escolhidos os 100 melhores entre os selecionados. Para preparar melhor os estudantes selecionados, um curso de inglês via aplicativo foi ofertado em parceria com as universidades estaduais vinculadas à Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Os gastos com a documentação necessária para a viagem e itens essenciais durante o semestre letivo no Exterior são custeados pela Secretaria da Educação e do Esporte (SEED). Os custos incluem emissão de passaportes e vistos, exames médicos e vacinas, passagens aéreas e terrestres, transporte, hospedagem, seguro viagem e saúde, além das despesas vinculadas à parte acadêmica, como taxa de matrícula, tradução juramentada da documentação escolar, mensalidade da escola, material didático e uniforme. O intercambista também recebe uma ajuda de custo mensal de R$ 800. 

Por enquanto, não há previsão para a segunda edição do programa Ganhando o Mundo.