Gislene Bastos
Viajar com sustentabilidade

Por Gislene Bastos

Viagens
Gislene Bastos

A Rosa dos Ventos guia nossas viagens

Guia geográfico e pessoal! Todos precisamos de um.

A Rosa dos Ventos guia nossas viagens

11 de novembro de 2020 - 17:56 - Atualizado em 11 de fevereiro de 2021 - 17:59

A Rosa dos Ventos simboliza luz e boa sorte, indica mudanças necessárias, sugere caminhos a descobrir e a seguir na imensidão do horizonte geográfico – e pessoal.

Gosto infinitamente dessa leitura mais ampla e que surge de forma natural ao me deparar com esse desenho. Algo como “nada precisa ser absoluto”. A decisão ponderada deve considerar o cenário completo.

A Rosa dos Ventos na história

O surgimento da Rosa dos Ventos no século XIV e a combinação dela com a bússola, inventada na China no século I, representaram uma revolução para as navegações. 

Foi o marinheiro e inventor Flávio Gioia que aperfeiçoou a antiga invenção chinesa colocando a agulha magnetizada, suspensa por um fio de seda, sobre o desenho da Rosa dos Ventos, em 1302. Ampliou-se assim a observação. E o espaço ganhou uma leitura mais precisa.

Navegadores passaram a ter diante dos olhos os quatro pontos cardeais: Norte (N), Sul (S), Leste (E), Oeste (O ou W); os quatro colaterais: Nordeste (NE), Noroeste (NO ou NW), Sudeste (SE), Sudoeste (SO ou SW); e os oito pontos subcolaterais (vou poupar você dessa parte…)

A posição e a direção dos ventos ficaram mais claras.  

Com mais informação podemos fazer melhores escolhas. Buscar os bons ventos. E, assim, a Rosa dos Ventos ganhou também a fama de indicadora de boa sorte, aventura perfeita, finais e recomeços. Significado que leva muito viajante por aí a tatuar o símbolo na pele. Ah! Mas se a tatuagem for no peito esquerdo, logo acima do coração, pode significar que a pessoa integra a máfia russa…

Rosa dos Ventos foi fundamental na Era do Descobrimentos

Com um guia eficiente é mais seguro explorar o desconhecido.

E no século XV, especificamente em 1417, o pessoal da Escola de Sagres, em Portugal, desenvolveu o modelo de bússola como conhecemos atualmente: dentro de uma caixa fechada com um vidro protegendo a agulha que indica o Norte sobre o desenho da Rosa dos Ventos.

Revolucionária. Como toda mudança! Ir além do que se vê, confiando no guia, permitiu a Era dos Descobrimentos e a evolução das civilizações. Que sirva pra gente também! Ir além. Conhecer. Confiar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.