Entretenimento

Show online de banda de K-pop BTS atrai mais de 100 milhões de fãs

Reuters
Reuters

10 de outubro de 2020 - 14:46 - Atualizado em 10 de outubro de 2020 - 14:46

Por Hyonhee Shin e Soohyun Mah

SEUL (Reuters) – Mais de 100 milhões de fãs da boyband de K-pop BTS assistiram a um show online do grupo no sábado, segurando bastões de luz e compartilhando mensagens em uma sala de bate-papo.

Intitulado “Map of The Soul ON: E”, o evento virtual aconteceu depois que o grupo de sete integrantes descartou o plano inicial de realizar um show presencial para um público limitado, em linha com as restrições de distanciamento social impostas pelo governo sul-coreano. A banda já havia cancelado as turnês mundiais planejadas.

Até 114 milhões de fãs assistiram ao show, impulsionados pelo sucesso de “Dynamite”, primeira música do BTS inteiramente em inglês que liderou a parada de singles da Billboard Hot 100 no mês passado.

“Vocês não estão aqui, mas eu sinto vocês aqui, como se eu pudesse ouvir seus gritos, e da próxima vez vamos realmente estar aqui juntos”, disse o vocalista V, ou Kim Tae-hyung, aos fãs.

Desde a estreia em 2013, o BTS lidera uma mania global de K-Pop com músicas e danças cativantes e otimistas, e também letras e campanhas sociais destinadas a empoderar os jovens.

Enquanto a banda se apresentava, uma parede de fundo com pequenas telas mostrava milhares de fãs de todo o mundo, muitos agitando bastões de luz conhecidos como “bombas do exército”. Uma sala de bate-papo foi aberta para permitir que os fãs publicassem comentários simultaneamente.

Em Seul, um pequeno grupo se reuniu em um café com o tema BTS, administrado por fãs, para assistir ao show, embora usando máscaras e mantendo distância uns dos outros.

“As canções deles deram conforto nestes tempos difíceis e me tornei uma fã”, disse An Ji-won, de 40 anos, depois de cair em lágrimas enquanto assistia ao show.

“Eles cantam para dizer que tudo vai ficar bem e para animar, e acho que é por isso que todos os fãs ao redor do mundo os amam.”

(Reportagem adicional de Dogyun Kim)