Entretenimento

Show do Korn em Curitiba terá baixista de apenas 12 anos

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

21 de abril de 2017 - 00:00 - Atualizado em 21 de abril de 2017 - 00:00

Tye Trujillo, filho do baixista do Metallica, Robert Trujillo, foi contratado pelo Korn para substituir o baixista Reginald “Fieldy” Arvizu. (Foto: Reprodução/Facebook)

O músico, que tem menos idade que o tempo de existência da banda, é filho do baixista do Metallica e faz bonito

 
*Por Fernanda Deslandes

 
Uma das três cidades brasileiras que está na expectativa pelo show da banda californiana Korn é Curitiba. Os integrantes da banda desembarcaram na capital paranaense para uma apresentação nesta sexta-feira (21). Mas a curiosidade maior do público é com relação a um deles, um garoto que tem menos idade que o tempo de existência da banda: Tye Trujillo, filho do baixista do Metallica, Robert Trujillo, foi contratado pelo Korn para substituir o baixista Reginald “Fieldy” Arvizu, que não pôde vir ao Brasil por problemas pessoais. Fieldy deve retornar à banda em maio, quando a turnê já estará nos Estados Unidos.
 
O público brasileiro aprovou o garoto de 12 anos, que já fez sucesso no show desta semana em São Paulo. A apresentação foi impecável e Tye acompanhou o ritmo da banda pulando e girando os longos cabelos. Teve direito até a um solo de baixo, sempre supervisionado pelo pai que filmava e fotografava tudo, direto dos bastidores. Robert evita aparecer e deixa todos os holofotes para o filho. Tye toca com as cordas coloridas no baixo, assim como Fieldy. Assista:

 
Korn está em turnê para divulgação do álbum “The Serenity of Suffering” e mistura na set list clássicos dos 20 anos de história com as novas músicas. A banda foi uma das pioneiras no estilo New Metal e, é claro, as clássicas são cantadas em coro pelo público. Entre as mais recentes, um destaque é a música “Different World”, gravada ano passado em parceria com o vocalista do Slipknot e Stone Sour, Corey Taylor.
 
O teor das letras do Korn, mesmo com o passar dos anos, ainda reflete a depressão do vocalista Jonathan Davis. Ele realiza vários trabalhos de apoio à vítimas de bullying na Califórnia, pois alega que sofreu muito com esse tipo de ataque na infância e isso refletiu muito em sua personalidade. Nos palcos ele extravasa e chama a atenção com o pedestal do microfone feito em forma do corpo de uma mulher. Os guitarristas James Shaffer “Munky” e Brian “Head” Welch, e o baterista Ray Luzier, são tão enérgicos quanto.
 
De acordo com a produção do evento, Hits Entretenimento e Like Entretenimento, a banda não fez nenhum pedido extravagante para os camarins da Live Curitiba: o cardápio tem pães, queijos e frios, legumes, verduras e frutas orgânicos, um pote de manteiga de amendoim, pão árabe, hommus e frutas secas, além de água mineral, refrigerantes, gatorades, energéticos e sucos orgânicos de maçã e laranja.
 
É a primeira vez que a capital paranaense recebe um show do Korn. Depois de Curitiba, a última apresentação da banda no Brasil com a Mercury Concerts será em Porto Alegre.

Serviço:

O show está previsto para as 22h desta sexta-feira, 21/04. A Live Curitiba fica na Rua Itajubá, 143, Portão. Os ingressos custam entre R$ 180 e R$ 600.

Veja também:

Adolescente de Maringá faz sucesso como saxofonista