Entretenimento

Príncipe Harry sugere que Covid é um castigo da natureza

Reuters
Reuters
Príncipe Harry sugere que Covid é um castigo da natureza
.

2 de dezembro de 2020 - 20:05 - Atualizado em 2 de dezembro de 2020 - 20:05

LONDRES (Reuters) – O príncipe britânico Harry sugeriu que a pandemia de coronavírus é um castigo da natureza, ao pedir mais ações para enfrentar a mudança climática.

O príncipe falou durante uma conversa sobre meio ambiente com o presidente-executivo de uma plataforma de streaming para documentários climáticos.

“Alguém me disse no início da pandemia, é quase como se a Mãe Natureza nos mandasse para nossos quartos por mau comportamento, para realmente parar um momento e pensar sobre o que fizemos”, disse Harry.

“Isto certamente me lembrou de como todos nós estamos interconectados, não apenas como pessoas, mas através da natureza. Tiramos muito dela e raramente retribuímos muito.”

Harry e Meghan, o duque e a duquesa de Sussex, têm falado sobre questões como raça e meio ambiente desde que deixaram suas funções como membros da família real no final de março e se mudaram para a Califórnia.

O príncipe, que já foi criticado no passado pelo uso de jatos particulares, fez um apelo às pessoas a se imaginarem como uma gota de chuva para ajudar na reparação da Terra.

“Cada gota de chuva que cai do céu alivia o solo ressecado”, disse ele. “E se cada um de nós fosse uma gota de chuva? Se cada um de nós se importasse? Nós nos importamos, porque precisamos, porque no final das contas a natureza é nossa fonte de vida.”

Desde o início da pandemia, os cientistas intensificaram os alertas de que o desmatamento, a destruição do ecossistema e o comércio ilegal de animais selvagens podem aumentar o risco de transmissão de doenças dos animais para as pessoas e defenderam controles mais rígidos.

(Reportagem de Andrew MacAskill)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGB11XO-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.