Entretenimento

Polêmica com O Mecanismo e #DeleteNetflix repercute no exterior

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

29 de março de 2018 - 00:00 - Atualizado em 29 de março de 2018 - 00:00

O Mecanismo: boicote à Netflix repercute no exterior (Foto: Reprodução/Bloomberg e BBC News)

Série sobre a Lava Jato está gerando muita discussão nas redes sociais e até campanha para cancelamento de assinaturas

*Do R7

A polêmica envolvendo a Netflix e a série “O Mecanismo” no Brasil já está ganhando repercussão no exterior. Algumas incompatibilidades com a realidade, tratadas na série de ficção baseada na Operação Lava Jato, estão causando uma grande discussão nas redes sociais – ontem mesmo eu falei sobre ela aqui no blog, e você pode entender tudo lendo a história que envolveu a hashtag #OMecanismoCausando (inclusive a Dilma criticando em seu perfil).

A americana Bloomberg destacou que a hashtag #DeleteNetflix fez um “barulho pequeno, mas sonoro” no Twitter. E que, enquanto eles, americanos, estão vivendo uma polêmica envolvendo o Facebook, por aqui quem está no olho do furacão, no entanto, é a plataforma de streaming.

Já a britânica BBC News destacou a declaração de Dilma Rousseff. A ex-presidente criticou duramente a série a e plataforma em suas contas nas redes sociais. “Cineasta [José Padilha] propaga ‘fake news’ na série de TV lançada pela Netflix”, escreveu.

Expliquei aqui que o um trecho em particular causou a maioria das reclamações: uma conversa entre dois personagens, que seriam referências diretas ao ex-presidente Lula e ao ex-ministro da Justiça Marcio Thomaz Bastos. Frases como “estancar essa sangria” e “um grande acordo” aparecem no diálogo.

São frases que remetem diretamente a uma outra conversa, que ficou muito famosa: o senador Romero Jucá e o ex-senador e ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado tiveram uma conversa revelada pela Folha de S.Paulo, há mais ou menos dois anos, em que esses trechos aparecem.

E aí a esquerda brasileira, incluindo alguns de seus membros proeminentes, como a própria Dilma e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, puxaram um coro contra a Netflix. Que acabou dando forças a uma corrente de brasileiros que estão cancelando a assinatura única e exclusivamente por revolta conta a série e seu conteúdo.

Leia também:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.