Entretenimento

Panetone: história, marcas favoritas e 2 receitas caseiras

Conheça os segredos por trás deste símbolo natalino, as marcas mais buscadas pelos brasileiros e duas receitas: panetone caseiro e o delicioso trufado!

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Panetone: história, marcas favoritas e 2 receitas caseiras
O Panetone surgiu na Itália, mas a sua história ainda é um mistério.

20 de outubro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 6 de setembro de 2020 - 01:29

Que o panetone é um verdadeiro sucesso e um dos símbolos do Natal, todo mundo já sabe. Mas, qual é a história do panetone e como ele se tornou tão popular? O RIC Mais traz hoje os segredos desta iguaria nataliana, revela quais são as marcas favoritas dos brasileiros e mostra como fazer duas receitas de panetone caseiro. Confira!  

O panetone é um clássico de fim de ano, presente em quase todas as ceias e almoços de Natal. A delícia é tão popular por aqui, que parece ter sido inventada no Brasil. Mas, de acordo com as principais teorias, o panetone nasceu na Itália.  

História do Panetone

A origem do Panetone é um pouco controversa, mas todas as teorias tem uma coisa em comum: Toni. A palavra, na verdade, significa “Pani di Toni”, que em português é “Pão de Toni”, um padeiro italiano que fez o primeiro Panetone por engano, na região noroeste da Itália, durante a Idade Média (século XV).

panetone

Segundo a principal história que conhecemos hoje, o padeiro Toni trabalhava exaustivamente na véspera de Natal em uma fornada de pães e uma torta, a pedido do seu chefe. Devido ao cansaço e sem querer, Toni acabou colocando as frutas da torta na massa de pães.

Para tentar salvar a receita, o padeiro adicionou também frutas cristalizadas, manteiga e ovos. No fim, o chefe gostou tanto da criação que passou a chamá-la de “Pani di Toni”, que em pouco tempo se tornaria um sucesso na cidade. E, por um erro que deu muito certo, nasceu o panetone.

Fake News ou não, todas as versões da história do Panetone mencionam Toni, de alguma forma. Até o momento, não se pode estabelecer uma data precisa ou lugar de origem da receita.

panetone

A receita original do pão doce ou bolo de natal é protegida por um decreto assinado no ano de 2005 na Itália, que define as quantidades mínimas de cada ingrediente para fazer um panetone de verdade. A iguaria é marcada por uma fragrância discreta de baunilha e recheio de frutas secas, como damasco, laranja, limão, maçã, cidra e a uva passa.

Panetone no Brasil

O Panetone chegou ao Brasil mais ou menos na época da Segunda Guerra Mundial, junto com os imigrantes italianos que atravessaram o Atlântico em busca de oportunidades no país. Dessa forma, a receita tradicionalmente natalina foi repassada entre gerações, até conquistar de vez os brasileiros e se tornar um dos pratos de Natal mais consumidos de todos os tempos.

chocotone

Apesar de ter sua fórmula original, os brasileiros criaram muitas variações da receita. Por aqui, o Chocotone é ainda mais popular do que o clássico de frutas cristalizadas. Algumas versões de panetone salgado também já ganharam o mercado e conquistaram, inclusive, a própria Itália.

De acordo com dados do sindicato Unione Italiana Food, em 2018 foram vendidas quase 42 mil toneladas de panetones na Itália.

Marcas mais buscadas por brasileiros

Em meio a tantas marcas e variedades no mercado, tem sido cada ano mais complicado escolher a melhor opção da estrela da culinária nataliana. Mas, todos os anos, três marcas de panetone se destacam entre os brasileiros. Confira abaixo!

1. Panetone Bauducco

No topo da lista, claro, a mais tradicional marca brasileira de Panetone.

Criado pelo imigrante italiano e padeiro Carlo Bauducco, em 1948, o panetone Bauducco está presente em quase todos os supermercados do Brasil e lidera a categoria de bolos industrializados.

Comandada por seu neto Massimo, a empresa que leva o nome da famíia, Bauducco, é dona das marcas Visconti e Tommy, e conta com mais de 80 lojas, 6 mil funcionários e um faturamento de R$ 3 bilhões ao ano, considerada a maior fabricante de panetone do mundo. Apesar do aumento da concorrência, a Bauducco manteve sua posição no mercado ao longo da última década.

familia bauducco

Até dezembro, cerca de 75 milhões de panetones e produtos derivados da receita original, como os chocotones, saem das linhas das três fábricas brasileiras da companhia 100% familiar – em Extrema (MG), Guarulhos (SP) e Maceió (AL). Todos utilizam até hoje o mesmo fermento que Carlo trouxe na bagagem anos atrás.

Todos os anos, a marca inova para trazer novas opções de sabores de panetone, vendidas em embalagens cada vez mais marcantes. A receita original, aliás, corre o risco de virar coadjuvante do chocotone, que já tem mais de 40% do faturamento da linha. Entre as últimas novidades estão:

  • chocotone de Ovomaltine
  • panetone de uva, damasco e amêndoas
  • laranja e amêndoas 

O chocotone é uma criação do próprio Massimo Bauducco, que teve a ideia enquanto fazia um trabalho da faculdade, em 1978. O panetone Bauducco vem ganhando espaço também no mercado internacional, nos Estados Unidos.

2. Panetone Cacau Show

A Cacau Show lança, anualmente, sua famosa linha de panetones, que traz os mais diversos tipos e sabores. Já teve sabor de nozes, avelã, petit gâteau, brigadeiro, trufado, brownie, zero açúcar, 70% cacau, entre outros. Todos os anos, o público pode contar com deliciosas novidades de panetone Cacau Show.

3. Panetone Kopenhagen

A Kopenhagen, tradicional fabricante de chocolates gourmet, também investe no clássico natalino. O mais famoso é o Panetone Língua de Gato, de altíssima qualidade. No entanto, a marca possui preços acima da concorrência e, apesar de estar entre as favoritas do público brasileiro, não é acessível para todos.  

Receitas de Panetone

Com frutas cristalizadas ou lascas de chocolate, com ou sem passas, o pão doce aromático faz sucesso em todas as celebrações de Natal e Ano Novo. Tem até mini panetone, um mimo perfeito e delicioso para dar de presente em época de Natal.

Confira abaixo duas receitas de panetone:

  • Caseiro
  • Trufado

Como fazer panetone caseiro

Que tal uma receita de panetone caseiro para fazer em casa quando quiser? Assim, não é preciso esperar o final do ano para saborear essa delícia.

Para fazer o panetone perfeito, é preciso seguir algumas dicas, como o método esponja. O método nada mais é do que uma pré-preparação para a massa chegar no ponto certo, garantindo um panetone fofinho e macio.

Foto: Panelinha

Agora que você já sabe disso, confira os ingredientes e modo de preparo do panetone caseiro. Para facilitar, separamos o preparo da esponja do preparo da massa do panetone.

Para a esponja

Ingredientes

  • 1 tablete de fermento biológico fresco (15 g)
  • ½ xícara (chá) de água
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo

Modo de preparo da esponja

  1. Em uma tigela, misture o fermento na água para dissolver.
  2. Acrescente a farinha e misture bem com uma colher até incorporar todo o líquido.
  3. Cubra com filme (ou um pano) e deixe descansar em temperatura ambiente por 30 minutos, ou até a mistura crescer e ficar aerada.

Para a massa de panetone

Ingredientes

  • 2 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
  • ½ xícara (chá) de açúcar
  • 4 gemas
  • ⅓ de xícara (chá) de leite
  • 75 g de manteiga em ponto pomada
  • ½ colher (chá) de sal
  • raspas de 1 limão-siciliano
  • raspas de 1 laranja
  • 1 colher (sopa) de extrato de baunilha
  • 1 colher (sopa) de vinho tinto
  • 1 xícara (chá) de frutas cristalizadas
  • ⅔ de xícara (chá) de uvas-passas
  • manteiga a gosto para assar
  • óleo a gosto para untar as mãos

Modo de preparo da massa

  1. Separe 2 formas descartáveis para panetone de 15 cm de diâmetro (para 500 g) e 8 palitos de churrasco.
  2. Reserve ¼ de xícara (chá) da farinha para adicionar na hora da sova e coloque o restante numa tigela. Misture com o açúcar e o sal, reserve.
  3. Assim que a esponja estiver pronta, comece o preparo da massa final. Numa tigela grande junte as gemas e o leite e bata com um garfo, apenas para misturar. Acrescente a esponja e misture com uma colher de pau – não precisa desmanchar completamente a esponja, apenas o suficiente para facilitar a mistura com os ingredientes secos.
  4. Acrescente os secos à mistura de gemas e mexa bem com a colher para incorporar todos os ingredientes e formar uma massa. Adicione as raspas de limão e de laranja, o extrato de baunilha e o vinho. Misture novamente.
  5. Atenção: é importante que a manteiga esteja em ponto pomada, ou seja, macia, mas sem derreter. Se estiver muito gelada leve para o micro-ondas por alguns segundos. Junte a manteiga à massa em três etapas, misturando bem com a colher de pau a cada adição para incorporar – dobre e aperte a massa sobre ela mesma.
  6. Ainda na tigela, comece a sovar a massa – a dica é sovar com uma colher de pau. Estique, vire e dobre a massa sobre ela mesma, não é preciso colocar força. Durante a sova, vá adicionando a farinha de trigo reservada aos poucos. Sove a massa por pelo menos 10 minutos, até ficar mais lisa e menos pegajosa. Se preferir, sove na batedeira com o gancho, em velocidade baixa – na metade do tempo, pare de bater, vire a massa e raspe a lateral da tigela para sovar por igual.
  7. Acrescente as frutas cristalizadas, as uvas-passas e misture para que fiquem bem distribuídas.
  8. Com a espátula (ou as mãos untadas com um pouco de óleo), ajeite a massa para ficar redonda. Cubra com filme (ou um pano) e deixe descansar em temperatura ambiente por 2 horas, ou até crescer e aumentar o volume em ⅔.
  9. Unte a bancada com um pouco de óleo e transfira a massa já crescida para a bancada. Com uma faca (ou espátula de padeiro) divida a massa em duas porções. Para bolear a massa: posicione as mãos na lateral da massa, girando e tensionando contra a bancada para formar uma bola.
  10. Transfira as duas bolas de massa para as formas de panetone, cubra com filme (ou pano) e deixe descansar por mais 1 hora e meia.
  11. Quando faltar 30 minutos para o tempo do panetone, pré-aqueça o forno a 180 ºC (temperatura média).
  12. Antes de levar ao forno, usando uma navalha (ou faca bem afiada), faça um corte em cruz, pequeno e superficial, no topo dos panetones. Disponha um pedacinho de manteiga no centro de cada corte, cerca de ½ colher (chá), e coloque os panetones numa assadeira.
  13. Em seguida, leve ao forno para assar por cerca de 40 minutos, ou até ficarem dourados. Se na metade do tempo os panetones já estiverem dourados, cubra cada um com um pedaço de papel alumínio para que terminem de assar sem queimar a superfície. Dica: para verificar se estão assados, espete um palito no centro da massa, se sair limpo estão prontos.
  14. Assim que os panetones saírem do forno improvise um recurso usado pelos padeiros profissionais: a ideia é deixar o panetone esfriando de cabeça para baixo. Para isso, espete dois palitos de cada lado como se fossem dois cabos de panela alinhados. Vire os panetones de cabeça para baixo e apoie as extremidades os palitos em duas pilhas de livro (ou duas panelas altas). Deixe descansar de cabeça para baixo, até esfriar – isso serve para que a massa não perca volume à medida que esfria.
  15. Então, sirva a seguir com frutas frescas ou armazene os panetones em sacos plásticos para não ressecar por até 5 dias.

Receita divulgada pelo blog Panelinha.

Panetone trufado

Apesar de ser fácil de encontrar nos supermercados no fim do ano, fazer o seu próprio panetone pode ser uma experiência incrível e prazerosa. Para fazer este panetone trufado, você vai precisar de um chocotone pronto ou de um panetone sem recheio.

Veja o passo a passo da famosa receita de panetone trufado. Para facilitar, primeiro ensinamos o preparo da trufa, depois de como trufar o panetone e, em seguida, como fazer a cobertura.

Ingredientes para fazer a trufa

  • 400 g de chocolate meio amargo picado
  • 200 ml de creme de leite

Modo de preparo

  1. Coloque o creme de leite na mesma vasilha do chocolate e leve ao microondas por 1 minuto e 30 segundos, até derreter o chocolate completamente.
  2. A seguir, basta mexer vigorosamente até obter um creme homogêneo e brilhante.

Como fazer panetone trufado

  1. Corte o topo do panetone e faça uma cavidade no meio.
  2. A seguir preencha a cavidade com a trufa de chocolate meio amargo.
  3. Cole a tampa do panetone com a trufa.

Cobertura e decoração do panetone trufado

Ingredientes

  • 150g de Cobertura fracionada de chocolate ao leite
  • Chocoballs

Modo de Preparo:

  1. Derreta a cobertura de 30 em 30 segundos no microondas.
  2. Cubra a parte de cima do panetone com a cobertura e decore com chocoballs, ou outro de sua preferência.

Receita divulgada pelo site Cakepedia.

Ficou com dúvida sobre o preparo dessa receita? Confira o passo a passo em vídeo:

Reprodução: Cakepedia

Informações nutricionais

Como todo produto rico em carboidrato, o Panetone possui bastante calorias. Uma fatia de 80 gramas da receita tradicional tem, em média, 280 Kcal, já a de chocolate tem cerca de 350 Kcal. As informações variam de acordo com os ingredientes utilizados.   

O que achou da história do panetone? Apostamos que você não sabia que a receita tinha sido criada por engano! Esse pão doce também é indispensável na sua ceia de Natal? Nos conte qual foi a receita que você mais curtiu, e qual é a sua marca favorita!

Outras receitas do RIC Mais: