Cultura

Folk music com raízes aborígenes em Curitiba

Cantor e compositor Xavier Rudd traz hoje à noite para a Ópera de Arame a sua música com influência dos povos nativos australianos

Abonico
Abonico Smith / Jornalista e professor especializado em arte, cultura e entretenimento

25 de novembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 25 de novembro de 2019 - 00:00

Quem curte ouvir folk music tem uma opção diferenciada hoje à noite. No palco da Ópera de Arame, o australiano Xavier Rudd se apresenta em Curitiba, em mais uma escala de sua primeira turnê pelo Brasil, dentro do projeto Popload Gig. Cantor, compositor e muilti-instrumentista, ele traz na bagagem uma trajetória consolidada em quase vinte anos de atividade, muitos hits e uma mistura especial da instrumentação tradicional do folk com elementos da música havaiana e da cultura aborígene de seu país.

Dois fatores costumam marcar os concertos de Rudd pelo mundo. O primeiro é a forte presença do ativismo social, com questões que vão além das letras e seguem sempre em defesa de causas como a defesa dos povos nativos australianos, o veganismo e o ambientalismo. O outro é o revezamento que Xavier faz em cima do palco com os outros músicos de sua banda, tocando violão, guitarra, banjo, percussão e o didgeridoo – aquele instrumento comprido de sopro, de forma cônica ou cilíndrica, oriundo do norte australiano. Vale lembrar que além de raízes ancestrais escocesas e irlandesas em sua família, o músico também é DNA aborígene no sangue.

A atual turnê de Xavier Rudd tem como base o mais recente álbum de estúdio, o nono da carreira produzido em estúdio, intitulado Storm Boy. Produzido pelo britânico Chris Bond (que já trabalhou com Roo Panes, outro artista da Austrália trazido ao Brasil recentemente pela Popload Gig) e mixado por Tim Palmer (que já atuou nesta função em trabalhos de U2, David Bowie e Pearl Kam), o disco traduz o mundo de Rudd, ao tratar de temas como a natureza, a espiritualidade , claro, a prática do surfe. “Walk Away”, a faixa de maior sucesso, carrega em seus versos mensagens sobre amor, fé e esperança.

Os ingressos vão de R$ 70 a R$ 220 (mais informações sobre setores e preços você tem aqui). O início do show está marcado para as 20h.