Entretenimento

Messiah – Penitenciária processa Netflix por difamação

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Messiah – Penitenciária processa Netflix por difamação

27 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 27 de maio de 2020 - 00:00

A operadora penitenciária privada GEO Group está processando a Netflix por causa da série Messiah. De acordo com a Variety, a empresa acusa o serviço de streaming de infringir sua marca registrada ao exibir alguns de seus logotipos, e também por passar uma imagem negativa das prisões que administra.

A GEO se manifestou através de um comunicado oficial: “Ao contrário [do que é visto] em Messiah, GEO não abriga pessoas em celas superpopulosas com correntes, mas provêm camas, ar condicionado e espaços recreativos dentro e fora das instalações, campos de futebol, salas de aula, livrarias e outras cortesias que refutam as falsidades difamatórias da série”.

As cenas citadas pela operadora aparecem nos episódios 3 e 4 da série, que foi cancelada após sua 1ª temporada. A Netflix ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

O elenco de Messiah contava com Mehdi Dehbi, Michelle Monaghan, John Ortiz, Dermot Mulroney e Beau Bridges. Sua primeira e única temporada está disponível na plataforma.

O post Messiah – Penitenciária processa Netflix por difamação apareceu primeiro em TOMMO.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.